Usina de Letras
Usina de Letras
14 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62388 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22545)

Discursos (3240)

Ensaios - (10442)

Erótico (13578)

Frases (50775)

Humor (20067)

Infantil (5484)

Infanto Juvenil (4802)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140866)

Redação (3319)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6231)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Contos-->Negócio com Buzica -- 01/03/2021 - 05:53 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

 

 

 

Eu era seminarista, mas não hesitei - e até hoje não me arrependi - mas entrei decidido, quase triunfante no negócio de Buzica, e o fiz com o testemunho de meu irmão, quase junto ao rual portão, em plena luz do dia e com toda vizinha na mais fremente e infrequente gelosia.

Por cinco mil pratas - na época era cruzeiro - ela abriu-me aquele tesouro que já não cheirava nem fedia. Mas valia, ah, como valia. E seu irmão,  outrora dono e senhor da situação, embora ausente, de tudo sabia, até da volúpia da gente.

E 26 de fevereiro de 1967 marcou o fim de minha virgindade transacional: assenhoreei-me, verdade que em sociedade com o mano Beu, daquele objeto de nosso irrefreável desejo: toda uma coleção de marcas de cigarros, antigos em sua maioria e que até hoje ainda estou por ver igual. Foi em borbotões o jorro de emoções.

Não listo aqui as preciosidades por economia de tempo e da paciência do leitor, mas havia coisas como Yolanda, Liberty Ovaes, Caporal Rosa, coisas que você não vê mais, a não ser - e nada em favor indica - que você se depare com outra Buzica.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 9Exibido 394 vezesFale com o autor