Usina de Letras
Usina de Letras
42 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->O Império de Lulla -- 29/09/2009 - 15:03 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O Império de Lulla

Arthur Chagas Diniz*

16.09.09

Não se restringem ao comando do Executivo, do Legislativo e de grande parte do Judiciário a liderança do nosso Rei Sol.

Dias atrás, ele reclamou que a Vale, empresa privada, deveria encomendar seus navios a estaleiros brasileiros e não chineses ou coreanos.

É absolutamente impertinente que um Chefe de Estado se meta a dar palpites na gestão de uma empresa, ainda que a União tenha dela uma golden share. É inaceitável porque cabe a Roger Agnelli prestar contas a seus acionistas e a seus funcionários. Sua obrigação é, diante destes, comandar a Vale na busca dos melhores resultados em curto, médio e longo prazos. E a Vale privatizada já multiplicou, em muito, os resultados da época da Vale estatal.

O curioso é que o presidente da Vale, ao invés de, simplesmente, explicar que as decisões de comprar aqui ou ali navios para a Vale se prendiam a critérios de natureza exclusivamente económica, justificou-se dizendo que teria tentado encomendar os navios no Brasil e que, aqui, os estaleiros não poderiam aceitar suas encomendas por estarem fortemente envolvidos com a produção de plataformas para a Petrobras.

Ao invés de, simplesmente, responder a Lulla, Agnelli relançou campanha de publicidade da Vale com intensa dose televisiva. Ao contrário da Petrobras que, em seus milionários comerciais, afirma que daqui a pouco a produção de petróleo vai dobrar, a Vale apenas disse o que está fazendo. O que é ótimo. Tudo se passa como se fosse uma peça de campanha da Dilma. No mais, o nosso monarca bem que poderia conter a sua explicitação verbal do que é o "l´État c´est moi". Mandar explicitamente na iniciativa privada é muito ruim.


* PRESIDENTE DO INSTITUTO LIBERAL



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui