Usina de Letras
Usina de Letras
37 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50541)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Esquerda tenta impor o que não conseguiu pelas armas -- 16/03/2010 - 15:25 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O Dia Online - 16/3/2010

Jair Bolsonaro: Militares e democracia

Esquerda tenta, pelo voto, impor o que não conseguiu pelas armas

Deputado federal (PP-RJ)

Rio - Fidel Castro foi o grande financiador da luta armada no Brasil para derrubar o regime militar e implantar aqui a ditadura do proletariado. Somente os tolos ou os que hoje recebem milionárias pensões acreditam que estes lutavam por democracia em nosso País.

O PNDH-3, no qual pretendem, entre outras medidas, controlar a mídia, abolir símbolos religiosos, rever a lei de anistia e ferir de morte a propriedade privada são a prova inconteste da verdadeira intenção da esquerda. Após a Lei da Anistia, os que retornaram de férias curtidas em países comunistas aqui passaram a se declarar, não como bandidos e traidores da pátria, o que seria o certo, mas como perseguidos políticos.

Como vítimas, foram atrás de indenizações milionárias cuja conta no atual governo chegou a R$ 3,5 bilhões. Hoje, aprendendo a lição da esquerda, para fugir de condenações, qualquer marginal sempre alega em juízo que tudo o que havia declarado por ocasião de sua prisão foi mediante tortura, a palavra da moda entre criminosos.

A Igreja Católica, toda a imprensa, os empresários, os ruralistas e as mulheres em passeatas pediram, e os militares, como sempre, ao lado do povo, assumiram, com a ajuda de civis, o governo em 1964 (as bibliotecas estão aí para serem visitadas). Não se tem conhecimento na História de um governo ditatorial permitir aos vencidos a volta ao poder pela via pacífica. Os militares permitiram.

A mesma esquerda de ontem, hoje no poder, mais uma vez mostra sua intenção de nos querer impor, pelo voto dos pobres e ignorantes cooptados por programas assistencialistas, formas de governos nos moldes praticados pela Venezuela e Cuba. Pelas armas não conseguiram; pelo voto, depende de cada um de nós evitar.



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui