Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Ilusões perdidas -- 21/09/2010 - 13:51 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Ilusões perdidas

Carlos Vilmar

20 Set 10

O show midiático da campanha eleitoral, em 2010, supera em muito o apresentado em eleições anteriores. O marketing político se superou em cores, luzes e criatividade, transformou candidatos a cargos eletivos em magos, adivinhos e milagreiros. No teatro eleitoral os candidatos se manifestam como se fossem pessoas abençoadas, todos têm as soluções para os piores problemas do país. Pura ilusão.

O país apresentado na campanha política não se parece em nada com o Brasil. O cenário da vida real da sociedade brasileira, sem as máscaras e fantasias utilizadas no show da campanha eleitoral, é assustador. O crime está fora de controle, o atendimento a saúde da população é insuficiente para a demanda crescente e a escola pública piora a cada ano. Estes problemas sociais somados ao desemprego e a falta de moradias para os mais pobres atingiram a maioridade sem jamais terem sido solucionados pelos políticos. São quase três décadas de promessas mentirosas, tudo repetido em 2010.

O fato é que a cruel realidade que maltrata o país é o resultado do descaso dos políticos com a sociedade. A política, no Brasil, deixou de ser confiável. A corrupção e os incontáveis escàndalos envolvendo parlamentares, notícias de todos os dias, passam a impressão de que a política se dedica exclusivamente a prática de ações criminosas. O sentimento da população é que Brasília é usada como um "bunker", a fortaleza institucional que abriga a elite da bandidagem que solapa o Brasil, parte desses criminosos agindo travestida de representantes do povo. Nos Estados e Municípios brasileiros a atuação dessa gente não é diferente, o objetivo da maioria é surrupiar o país.

É improvável que exista um único brasileiro, razoavelmente informado, que não veja a política como a fonte de toda a corrupção e imoralidades que se alastram pelo país. Daí a necessidade da campanha eleitoral ser cada vez mais majestosa e teatral, pois a prioridade do show é convencer uma sociedade careca de saber da falsidade das promessas. O irónico da encenação eleitoral é que ninguém está sendo enganado, pois tanto os candidatos como a população tem consciência da grande mentira que o evento representa. O país inteiro sabe que, independente do partido que ganhar as eleições, nada vai mudar. A política brasileira é uma tremenda enganação, a falsidade personalizada.

As promessas de uma democracia plena para o Brasil começaram a mais de 25 anos, antes mesmo dos militares entregarem o poder político aos civis. Desde então os políticos têm mostrado que a prática é diferente do discurso, pois, a cada nova legislatura, a corrupção e a vilania aumentam mais. Não é sem razão que os políticos são desprezados pela sociedade. A decadência moral é ética do parlamento nacional assusta e, ao mesmo tempo, revolta o país, situação que induz grande parte da população a alienação política completa. As eleições no Brasil só não são um fracasso total porque o voto é obrigatório. Em um cenário em que a política descamba para o crime e a sociedade escolhe ignorar os fatos, devido à impotência diante da situação, o resultado, historicamente, é o enfraquecimento da democracia.

O que o país pode esperar de uma campanha eleitoral em que os partidos de tão iguais precisam fingir que são diferentes, reina o silencio sobre a incontrolável e crescente corrupção na política e, na qual, o melhor argumento apresentado pelos candidatos são ações na justiça, ora se defendendo de acusações de toda espécie ora acusando os opositores? Ou os candidatos são um bando de loucos em delírio ou então a política está literalmente dominada por criminosos. No que você acredita? Dá para ter ilusões em um ambiente político como o que vigora no Brasil?



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui