Usina de Letras
Usina de Letras
13 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Lula não está feliz. Por que será? -- 22/09/2010 - 09:02 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Lula não está feliz. Por que será?

Lúcia Hippolito

Em 31 de dezembro de 2010, Luiz Inácio Lula da Silva deixará a presidência da República tendo obtido vários recordes.

Governou durante oito anos praticamente sem oposição. Teve menos oposição que o presidente Eurico Dutra.

Enfrentou uma única crise económica externa, que encontrou o Brasil em sólida situação financeira. Encontrou um oceano de petróleo na camada de pré-sal.

Saiu ileso dos maiores escàndalos de corrupção da história da República, escàndalos urdidos em gabinetes próximos ao seu, envolvendo companheiros de partido e de jornada.

Ao que tudo indica, vai eleger seu (sua) sucessor(a), e em primeiro turno, feito só conseguido por Itamar Franco.

Vai terminar o segundo mandato presidencial com cerca de 80% de aprovação. Feito único na história da República.

Mas Lula não está satisfeito. Quer mais, muito mais.

Quer fazer a maioria dos governadores, a maioria na Càmara dos Deputados e a maioria no Senado.

Quer mais ainda. Quer extirpar da vida política um partido legalmente constituído. Quer exterminar a oposição.

Quer domesticar a imprensa.

Todo governante convive mal com críticas, prefere elogios. Mas em Lula a aversão a críticas chega a ser patológica.

E piorou conforme crescia sua taxa de popularidade e a falta de escrúpulos com que o presidente passou a afrontar a tudo e a todos: Justiça Eleitoral, Ministério Público, Tribunal de Contas da União, imprensa livre, opinião pública.

O presidente acha que pode tudo.

Mesmo assim, Lula não anda feliz. Nos palanques, vocifera contra os adversários, destila ressentimento, raiva, fúria.

Por que o presidente está tão raivoso, se tudo vai tão bem para ele e para o seu grupo político? É difícil de entender.

Lula ofende as pessoas, distorce a realidade, xinga os adversários... E posa de vítima do "preconceito das elites contra o torneiro mecànico que se tornou presidente do Brasil".

Vamos combinar de uma vez por todas: se o Brasil fosse realmente um país preconceituoso, Lula jamais teria chegado a presidente da República. E por duas vezes.

Sua eleição -- e reeleição -- é a prova viva de que não há no país esse tipo de preconceito. Só existe na cabeça dele, como arma política para se vitimizar.

E as elites nunca foram tão felizes. Empresários ganhando dinheiro como nunca. Banqueiros que não conseguem parar de rir. Empreiteiros felizes como meninos que ganharam trem elétrico.

Mas felizmente, o argumento da vitimização tem prazo de validade: termina no dia 1º de janeiro de 2011.

Lula volta para São Bernardo, e o Brasil terá novo(a) presidente.

Página virada.

Será que é por isso que Lula anda tão infeliz?



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui