Usina de Letras
Usina de Letras
40 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50542)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Dois por dois -- 29/11/2011 - 13:22 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Dois por dois
 
 

Acaba de ser lançado em São Paulo, com preço a ser tratado reservadamente
junto aos corretores, um prédio de apartamentos descrito como de luxo superior,
com tudo aquilo que normalmente devem ter os prédios de apartamentos
descritos como de luxo superior.
Está num dos pontos mais caros de um dos bairros mais caros da cidade.
Seus futuros moradores poderão dispor de seis vagas na garagem.
Há o closet da senhora e o closet do senhor.
Descobrem-se uma sala para motoristas, uma adega e espaço para home theater.
Brindam-se os possíveis interessados, no anúncio de lançamento, com as assinaturas
do arquiteto e da decoradora. Nada de churrasqueira, brinquedoteca
e “espaço zen” por aqui; isso é coisa de gente que pode ter ganho algum dinheiro
mas não ganhou classe, e deve procurar o que considera “nobre” em outra freguesia.
Apartamentos de 500m2 de área privativa, e 4m2 para a empregada
Mais que tudo, porém, o edifício em questão fornece a todos um notável retrato
das realidades da vida neste nosso Brasil Potência de 2011 — as realidades como
elas são de fato, e não como diz a propaganda, oficial ou privada, segundo a qual
estamos a ponto de nos transformar num país rico e, principalmente, num “país de todos”.
Basta olhar a planta com um pouco mais de cuidado para sair da ilusão e
entrar na vida como ela é. Os apartamentos, ali, têm 501 metros quadrados de área privativa.
O quarto da empregada tem 4 metros quadrados — e isso no tamanho master,
de dois por dois. Há um outro menor, de 2 metros por 1,95 metro.
Segundo Lula, eliminou-se a pobreza e estamos perto da “perfeição” na saúde
Eis aí, na aritmética, o Brasilzão como ele sempre foi. Hoje somos capazes
de emprestar dinheiro ao FMI. O ex-presidente da República garante que eliminou
a pobreza neste país; deixou “só um pouquinho” para a sua sucessora resolver.
 Segundo ele, estamos a um passo da “perfeição” no sistema público de saúde,
entre outros prodígios.
O duro, neste Brasil de maravilhas, é continuar sendo empregada — e mais
uma infinidade de coisas parecidas. Num dos edifícios mais exclusivos da
cidade mais rica do país, a empregada só tem direito àqueles dois por dois
de área útil; teria mais espaço morando na garagem.
A construtora São José e o arquiteto William Simonato, a incorporadora Yuni,
a GTIS Partners e a corretora Lopes, responsáveis pelo projeto, encontraram
lugar na planta para uma “prataria”, e até mesmo uma chapelaria;
mas não julgaram necessário dar mais que 0,8% da superfície habitável
para o quarto da doméstica. É o que acontece, nesta e em tantas outras decisões,
quando se faz a melancólica viagem do marketing para o mundo real.
É claro que qualquer cidadão tem o direito de comprar um apartamento de luxo,
ou dois, ou o prédio inteiro. Só não deve acreditar que vive no Brasil da empregada.
Moram sob o mesmo teto, mas continuam separados por um abismo.

J. R. Guzzo, na Revista VEJA

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui