Usina de Letras
Usina de Letras
246 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62152 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Che Guevara fede -- 05/07/2012 - 12:01 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Che Guevara fede

Mirian Macedo

     Ernesto Che Guevara fede. Do ponto de vista (ou do nariz) de qualquer ser humano, este porco assassino fede. Aquela aura de herói, de guerreiro pela liberdade contra as injustiças, faz parte da mentira medonha desta figura nefasta.

    Enganou muita gente, mas não se pode alegar em defesa de seus seguidores (eu incluída, durante muitos anos) que fôssemos completamente inocentes. Comunista faz ouvidos de mercador quando se contam os horrores que se cometem e os cadáveres que se empilham em nome da luta pelo paraíso na terra, a utopia do socialismo.

    Guevara era um assassino frio, um impostor. A prova é que ele, um 'homem do povo', tão logo triunfou a Revolução dos barbudos, escolheu para si uma belíssima casa de praia, 'expropriada' dos burgueses cubanos.

    Ele ali se instalou sob a desculpa de que praticamente lhe tinham imposto a ocupação pela sua importância como chefe da revolução. E também porque ele, asmático, precisava da brisa fresca de beira-mar.

    Che ordenou (e executou) pessoalmente diversos fuzilamentos de inocentes e desafetos depois da revolução. Quem o conheceu conta que ele tinha um prazer mórbido em ver cair aqueles em quem ele atirava. Matou um companheiro porque este roubou comida. Ele descreve a entrada e a saída da bala na fronte ensanguentado do seu soldado.

     Outro ato de coragem e senso de justiça do Porco Assassino: um camponês chamado Eumidio Guerra, que lutava com os guerrilheiros em Sierra Maestra, tornou-se suspeito de ser espião do tiranete cubano Fulgêncio Batista. Uma boa parte dos companheiros de guerrilha, porém, não tinha certeza e consideravam o indivíduo inocente. Discordando da maioria, Che executou sumariamente o camponês. E ainda disse: “em caso de dúvida, matem”.   

     "Fusilamientos, sí. Hemos fusilado. Fusilamos y seguiremos fusilando mientras sea necesario.", discursou Che Guevara na ONU, logo depois de tomar o poder em Cuba.

            Che Guevara deve estar no inferno. É onde ele sempre quis estar. Tanto que ajudou a transformar Cuba em um.

                                               

 "O ódio eficaz que faz do homem uma eficaz, violenta, seletiva e fria maquina de matar" (Che Guevara)

 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui