Usina de Letras
Usina de Letras
56 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60285 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10352)

Cronicas (22252)

Discursos (3187)

Ensaios - (9687)

Erótico (13520)

Frases (48080)

Humor (19493)

Infantil (4787)

Infanto Juvenil (4142)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139180)

Redação (3100)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5773)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->A lei de Newton -- 19/09/2013 - 04:49 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Ainda não falei de Newton. A lei de Newton. Implacável, como o

Professor do terror. Mas pensando bem, já livre de suas garras, falar

dele sem amarras, bem convém, sim, e assim até, fazer farras.

Professor de Português e Latim, mordia feito um danês ou um mastim.

E pra muitos, da picada, era o fim. Suas arguições em classe então era

a tortura com data desmarcada. Mal terminada a chamada, sorteava

quatro ou cinco números aleatoriamente e lá estavam as vítimas

selecionadas. Fazia a cada um cinco perguntas, dava o veredito e

executava, convencido sempre do delito.

E enquanto o infeliz aluno matutava uma resposta, que se engasgava

em sua mente, Newton não lhe oferecia muita compaixão, senão, aquela

mão, a baixar, em compulsão: "dou-lhe um, dou-lhe dois, e dou-lhe

três". E erumavez.

Mas pensando bem, que grande mestre estava ali, apesar de seu

método aparentemente enlouquecedor. Quantos alunos não aprendemos

a estudar, ainda que pra salvar a face ali no meio da classe?

A sorte da rapaziada entretanto, era que ao Newton, apetecia mais

ensinar as classes femininas, por certo mais estudiosas - e por

certíssimo mais cheirosas. Ainda que parecessem menos prosas.

Assim, o que para nós sobrava, era o Latim que ele lecionava. Com a

delicadeza de um centurião - ordenando os gladiadores a enfrentarem o

leão. Ave Caesar!
Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 26Exibido 86 vezesFale com o autor