Usina de Letras
Usina de Letras
37 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50542)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->A máscara do Amarildo e o Brasil do ressentimento -- 24/01/2014 - 08:03 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

A MÁSCARA DO AMARILDO E O BRASIL DO RESSENTIMENTO

janeiro 23, 2014

http://majorfernandes.wordpress.com/2014/01/23/a-mascara-do-amarildo-e-o-brasil-do-ressentimento/

A notícia de que será produzida uma máscara do pedreiro Amarildo de Souza e que parte do lucro irá para sua família – parte dela investigada por ligação com o tráfico – nos mostra a triste opção do Brasil dos anos 10. Uma opção pelo rancor, pelo ressentimento, pela raiva cega e pela miséria física e intelectual. Não queremos um Brasil com os olhos no futuro – queremos um Brasil ressentido, o Brasil em que “só não deixamos 5 mil jovens carentes entrar no shopping ao mesmo tempo porque somos racistas” – não o Brasil do Bom Senso, no qual qualquer shopping evitaria a entrada de mais de mil pessoas ao mesmo tempo, sejam elas brancas, pretas, azuis, pobres, ricas, classe média, etc.

Temos um Brasil que insiste em ver ódio onde não há. Diria mais: temos um Brasil que está louco para ter Apartheid. Indo ainda um pouco mais longe: um Brasil que quer  ser vítima de Apartheid. Que exige tudo da Polícia, que exige segurança pública – mas sem confronto, sem revistar gente, sem parar ônibus, sem se mexer.

O Brasil de hoje tem nojo basicamente de duas coisas: Trabalho e Conhecimento. É um País que se considera sem perspectiva, um país que não consumiu proteína na infância, e que padece de um coitadismo ilimitado. Na visão do Brasil de hoje, um jovem não tem mais condições de estudar e posteriormente de trabalhar – portanto, lhe resta andar em bando, reclamar, reclamar de tudo, xingar, apedrejar. Quem produzirá a comida, a bebida, o lazer destes jovens? O setor produtivo. Quem distribuirá gratuitamente todos estes bens para os jovens? O governo, claro.

O governo dará tudo para vocês, desde que consigam espalhar ódio, rancor e ressentimento. Contra os ricos, contra empresários, contra militares, contra policiais, contra religiosos da igreja católica que não sejam de esquerda, contra a Universal do Reino de Deus, contra o Marco Feliciano, contra tudo que possa discordar minimamente dos preceitos dessa gente. Hoje, o Brasil pensa com um cérebro que é mistura de Paula Lavigne com Cyro Garcia. E esse cérebro dificilmente vislumbra um futuro, pois é impossibilitado de ter capacidade de planejamento.

É este cérebro que vai usar máscaras de Amarildo no Carnaval: é o cérebro que se alimenta do rancor. É o cérebro que vai usar uma desgraça para que todos se lembrem dela no Carnaval – mas ignora que para nós, policiais, a história do Amarildo também é trágica. É uma história da provável perda de uma vida humana de um lado, do fim de uma carreira militar brilhante do outro. Não pensem vocês que não nos dói.

Assim como nos dói ver a forma implacável com que a Mídia nos trata, como verdadeiros vermes, em qualquer denúncia feita por gente com ressentimento contra a PM. O caso dos policiais “flagrados” com mulheres dançando na cabine no Ano Novo é sintomático: o imbecil que filmou ficava narrando e xingando, enquanto as cenas se desenrolavam. Foi correndo entregar o vídeo para a TV Record.

Mas eis que descobrimos que as próprias mulheres pediram para subir na torre para localizar parentes. Constata-se apenas que enquanto isso acontece os PMs fotografam a multidão – ao que parece, é um crime fazer isso. Basta um vídeo como este para que a mídia se apresse em tentar destruir a imagem da corporação?

Pois este é o cérebro do ressentimento, do rancor, do ódio. Este é o Brasil que estamos destruindo. O Brasil dos rolezinhos, onde quem trabalha jamais tem razão. O país que vestiu a Máscara do Amarildo.

Um dia, esta máscara será arrancada à força.

 

 

Conheça o Estado policial fascipetista denunciado em livro por Romeu Tuma Jr., acessando:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-livro-bomba-tuma-jr-revela-os-detalhes-do-estado-policial-petista-partido-usa-o-governo-para-divulgar-dossies-apocrifos-e-perseguir-adversarios-caso-dos-trenes-em-sp-estava-na-lista-el/

Faça download do livro de Tuma Jr., ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES - UM CRIME DE ESTADO, clicando em

http://liciomaciel.wordpress.com/2014/01/15/tuma-jr-livro-download

 

Leia os textos de Félix Maier acessando:

1) Mídia Sem Máscara

http://www.midiasemmascara.org/colunistas/10217-felix-maier.html

2) Piracema - Nadando contra a corrente (textos mais antigos)

http://felixmaier.blogspot.com/

3) Piracema II – Nadando contra a corrente (textos mais recentes)

http://felixmaier1950.blogspot.com/

 

Leia as últimas postagens de Félix Maier em Usina de Letras clicando em

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=FSFVIGHM

 

Para conhecer a história do terrorismo no Brasil, acesse:

http://wikiterrorismobrasil.blogspot.com.br/

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui