Usina de Letras
Usina de Letras
11 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5420)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140789)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->INVEJA DA ARGENTINA -- 17/02/2016 - 15:03 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
 
 
 
 
 
 
 

sábado, 13 de fevereiro de 2016

INVEJA DA ARGENTINA

CRÉDITOS AO ALCY LUIZ COLLETTI

http://ventura-memriasdoventura.blogspot.com.br/2016/02/inveja-da-argentina-creditos-ao-alcy.html
 
 Hoje, na maioria do Brasil, começou o ano de 2016. Em alguns lugares
 os anestesiados, pra não dizer outra coisa, seguem na folia. Enfim,
 finda a ilusão de mais um
carnaval, do pão e do circo, voltamos a
 tris
te realidade brasuca. E eu aqui em Florianópolis, repleto de
 argentinos (ha mais de 10 anos não tínhamos tamanha invasão), confesso
 que estou estarrecido com o Macri, o promissor presidente argentino.
 
 
Causa muita inveja em qualquer brasileiro, que sofre há anos com a
 paralaxe cognitiva da política tupiniquim (quando não apenas a prática
 é dissociada e diametralmente oposta ao discurso), ver um presidente
 argentino efetivamente fazer aquilo que prega, aquilo que anunciou
 para se eleger. Deve ser um choque.
  
 Eu já começava a crer que tal coisa seria impossível
 
aqui na América Latrina.

  Em dois meses de governo, Macri retirou todas as restrições de
 importações, zerou o imposto de exportação de trigo, milho e c
arne,
 reduziu imposto sobre soja, automóveis e motos, aumentando a
 arrecadação no processo e provando, de uma vez por todas, a validade
 da Curva de Laffer (alguém, por favor, ensine o que é isto pro
 Raulzinho Apedeuta).
 
 Macri denunciou o acordo com o Irã, expulsou os falsos médicos cubanos
 sob a justificativa de que não financiaria ditaduras para ludibriar a
 população com uma pseudo-assistência médica, demitiu 19 mil
 funcionários públicos da aparelhagem socialista (aqueles que só
 aparecem dia 30 pra receber, e que foram indicados politicamente),
 desmontou a "Ley de Medios" e anunciou que vai pagar todas as dívidas
 dos seus importadores, no importe de US$ 5 bilhões, 80% nas mãos de
 exportadores brasileiros.
 
  Há duas semanas, investidores internacionais fizeram fila em Davos pra
 falar com ele. O governo argentino já quitou com credores italianos
 uma dívida de US$ 2,3 bilhões (por US$ 1,350 bi), e está firme no
 caminho de pagar a parcela restante com fundos "abutres", de US$ 9 bi,
 com deságio de 30%. Se fizer isso, devolve a Argentina ao mercado
 mundial de capitais, depois de 10 anos de kirchnerismo em que a
 Argentina foi a leprosa do mundo.
 
  Tudo isso, repito, em DOIS MESES. Enquanto isso, no Brasil,
  
a casa da mãe joana (Congresso )parado sob o comando de dois
 corruptos, a lentidão do judiciário, e a Dona Lontra, sustentada por
 um partido esfacelado pela contradição e pela corrupção generalizada,
 convoca rede nacional para anunciar que ainda p
recisamos nos livrar de
 uma doença medieval (depois do seu ministro da saúde sugerir que, na
 falta de uma vacina bancada pelo Estado, tínhamos que torcer pra que o
 próprio mosquito imunizasse as pessoas antes da idade fértil).
  
 
Pior, alias, sinto-me enojado com o que está gastando esse partido
 que mais rouba e roubou na história do Brasil, está gastando em
 publicidade, em horário
nobre, falando asneira, mostrando mentiras e
 afirmando que o "melhor do Brasil é o brasileiro". Que brasi
leiro é
 esse? O completo analfabeto político, imbecil, que acredita neste
 partido corrupto ou aquele que padece nas filas dos hospitais,
 inseguro, desesperado, desempregado, sem educação...? E o que estão
 deixando de ser feito por conta desta verba publicitária bilionária? E
 o que está sendo gasto para a realização das olimpíadas que não terá
 retorno graças ao descaso com a saúde e as doenças causadas pelos
 pernilongos, chamados de vírus pela presidANTA?
 
 Será que o Macri não toparia prestar umas
 
quatro horas semanais de trabalho voluntário aqui no Brasil, não? Se
 Dona Lontra concordasse em abrir mão do cargo por 20 horas/mês, penso
 que certamente poderíamos até esquecer o papo do tal impeachment...

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui