Usina de Letras
Usina de Letras
42 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Derrota de Cunha é derrota do PT e de Lula -- 04/03/2016 - 09:48 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Derrota de Cunha é derrota do PT e de Lula

Sérgio Malbergier

03/03/2016 10h45

A Lava Jato é a única coisa que avança, benignamente, no Brasil. O antigo regime que sufoca o país há 500 anos nunca esteve tão ameaçado. E isso acontece justamente quan-do a esquerda pela primeira vez está no poder. O PT, afinal, não revolucionou a forma de fazer política. Pelo contrário. Aderiu e aprimorou tudo o que se fazia antes. A revolução vem de Curitiba, não de São Bernardo.

A luta do PT pela sobrevivência assim se contrapõe à luta inadiável contra a corrupção e o desmando. Os petistas se colocaram do lado errado dessa equação e da história. Não há nada mais reacionário hoje do que um militante petista.

Quem não tem ao menos um amigo que ainda segue defendendo o partidão com argu-mentos do tipo — o PSDB também rouba, sempre teve corrupção no Brasil, isso é perseguição do establishment, o PT fez as mesmas coisas que os outros partidos sempre fize-ram e ninguém foi punido.

É o direito adquirido de ser corrupto, um discurso que só serve para sustentar os podres modos do establishment político brasileiro, que tem no PT hoje seu maior representante.

A única saída para o partido é cobrar explicações de seus dirigentes, a começar por Lula, e expurgar sua parte podre. Mas o PT não vai confrontar Lula, muito menos expurgá-lo. Por isso está morrendo afogado nos braços de seu comandante e levando junto a esquerda brasileira, que passa ridículo ao defender empreiteiros corruptos no afã inútil de se de-fender. Estão todos no mesmo pedalinho, juntos com Eduardo Cunha.

A derrota do ainda presidente da Câmara no Supremo é uma derrota também do PT e de Lula porque sinalizou mais uma vez força da Lava Jato diante do tribunal.

Quanto mais Cunha se encrenca no STF, mais Lula e outros investigados, de tantos par-tidos, podem se encrencar. As investigações são as mesmas, as delações são as mesmas, os fatos e os atores estão todos interligados. E ainda há novos colaboradores na fila da delação e novas fases em gestação.

É como disse ontem o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello, ligando os pontos: "O que está havendo no Paraná e também na órbita do Supremo revela que a impunidade não pode mais prevalecer".

Por isso, até Cunha já ganha defesa de esquerdistas, por mais incrível que isso possa pa-recer. O Brasil sempre foi um país incrível, ditado mais pela resistência de seus defeitos do que pela resistência de suas qualidades. Chegamos a tal ponto que só a Lava Jato salva. É ela ou esse país arcaico que, na medida mais fundamental do PIB, encolhe 3,8% ao ano.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui