Usina de Letras
Usina de Letras
35 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50542)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Cultura é como vitamina C -- 20/06/2016 - 14:25 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

O Antagonista

17 de Junho de 2016

Cultura é como vitamina C

Por Mario Sabino

Há uma passagem na biografia de Winston Churchill escrita por Lord Roy Jenkins que não me sai da cabeça. Ao visitar um distrito pobre, o ainda jovem Churchill perguntou a um assessor: “Você imagina o que é passar uma vida inteira sem ter uma conversa inteligente?”. Estava falando da falta de oportunidade de desenvolvimento intelectual e estético dos habitantes daquele lugar que lhe parecia especialmente precário.

A passagem não me sai da cabeça porque a inteligência, produto sempre escasso na história, vem-se tornando cada vez mais rara desde que as diversões idiotas tomaram o lugar da cultura e o esquerdismo ocupou os currículos escolares. Vale tanto para pobres como para ricos.

Não há nada de errado em gostar de diversões idiotas. Eu, por exemplo, gosto muito de assistir a Game of Thrones. Já de novelas, eu tenho verdadeira alergia. Acho que elas empipocam o cérebro. Na escala da idiotice, as novelas atingem o grau máximo, juntamente com as obras de Lênin.

Não há nada de original em falar mal de novelas, mas talvez ainda haja alguma originalidade em falar mal de todo o resto que se produz no Brasil na área cultural. De modo geral, a televisão, o cinema, o teatro, a pintura, a escultura, a literatura, a música e a arquitetura brasileiras são de uma ruindade assombrosa.

Você, Mario, que escreveu quatro livros, também faz parte desse panorama desolador? Pode registrar aí: eu faço. Meus quatro livros são uma porcaria. Eu posso dizer porque os li. Sou tão ruim quanto Chico Buarque, que desancou o meu primeiro romance, anos depois de eu despedaçar um dos que ele escreveu (não me lembro o título). Se eu voltar à ficção, será apenas para provar mais uma vez que sou mau escritor e propiciar aos meus inimigos outros ataques a mim, mesmo que jamais tenham tido o desprazer de me ler (parafraseando João Cabral de Melo Neto, gosto de cultivar os meus inimigos como quem cultiva um deserto).

A cultura serve principalmente para termos conversas inteligentes. Conversas sobre se o mal pode conter o bem (a série Sopranos e Santo Agostinho), como transformar o particular em universal (Philip Roth e a Torre Eiffel), se o amor é destino ou construção (Woody Allen e Dante Alighieri) e por aí vai.

Conversas inteligentes não têm nada de aborrecidas, inclusive porque não costumam tomar mais do que dois por cento da nossa existência. No resto do tempo, voltamos forçosamente a exercer a nossa futilidade natural, preocupados que somos com os apetites rasteiros.

A cultura tem o papel de nos elevar um pouquinho, por curto espaço de tempo, da nossa própria mesquinhez. É como vitamina C. Você não precisa de muita por dia. Mas o mundo está carente dessa vitamina e, no Brasil, a falta é completa. A nossa produção cultural só contém carboidratos, glúten e lactose.

Sim, Churchill, dá para imaginar o que é passar uma vida inteira sem ter uma conversa inteligente.

 

Leia os textos de Félix Maier acessando:

1) Mídia Sem Máscara
http://www.midiasemmascara.org/colunistas/10217-felix-maier.html


2) Piracema II - Nadando contra a corrente
http://felixmaier1950.blogspot.com.br/

Conheça a história do terrorismo no Brasil acessando:
Wikipédia do Terrorismo no Brasil
http://wikiterrorismobrasil.blogspot.com.br/

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Uma seleção de artigos. Imperdível!
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=12991&cat=Ensaios  e
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=13208&cat=Ensaios&vinda=S

 

Acesse as últimas postagens de Félix Maier clicando em

1) Usina de Letras
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=FSFVIGHM

2) Facebook
https://www.facebook.com/felixmaier1950

3) Twitter
https://twitter.com/fmaier50

 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui