Usina de Letras
Usina de Letras
192 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62152 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50554)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140785)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6176)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->SER SOLDADO -- 24/06/2016 - 11:18 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
SER SOLDADO
 
General José Batista de Queiroz

Ser soldado é ter orgulho de ser soldado e saudade de ter sido; é ter alegrias e valores a serem repassados para a família e as gerações; é ter dentro de si o ideal da servidão até o limite da vida.

É lutar incansavelmente pela continuidade de valores, resistindo às investidas desagregadoras dos homens e  do tempo, à semelhança das palmeiras que  vergam, mas resistem à força do vento.

É ver na profissão a pureza de um altar revestido de branco, a retidão de um caráter cimentado pelas virtudes, a grandeza de um ideal marcado pela servidão.

É ter a Pátria na alma e no coração; é amá-la com sinceridade, sem fingimento, sem rodeios, sem falsidade; é ser capaz de dar a vida por ela; é servir ao país como o monge serve a Deus; é sentir em seu coração as melodias de sua terra.

​É​ sentir saudade da Alvorada e do Silêncio; ouvir o toque de um clarim como se estivesse ouvindo o canto de um rouxinol; recordar as horas passadas em seu posto de sentinela, sentindo a brisa das madrugadas; conviver com a solidão da noite e contemplar as estrelas no céu.

É ir para o quartel com os últimos lampiões da noite e os primeiros raios do sol, sentindo o sabor das manhãs; é marchar todos os dias, com elegância e vibração, ao som dos dobrados militares; é cantar com alegria e entusiasmo as canções que se aprende nos quart​é​is.

É ter orgulho do uniforme como o padre tem da batina; é trabalhar com o entusiasmo de quem é jovem e com a alegria de quem é feliz; é acreditar na sua missão de defender o  Brasil e preparar-se para ela com dedicação e fé.

 É não fraquejar diante das incertezas e dos obstáculos; pensar sempre no sucesso, nunca no fracasso; ter liderança para conduzir homens no cumprimento da missão; ser como uma águia voando para o alto, cheia de esperança.

É viver a paz preparando-se para a guerra; estar na guerra lutando pela paz; ter  coragem de enfrentar a batalha como os rochedos enfrentam o mar; ter a valentia de um centurião e ser um guerreiro durante a vida inteira.

 É ter o espírito colorido de verde-amarelo; acreditar no Brasil como os rios acreditam no mar; pensar no futuro como as flores pensam na primavera; guardar no coração as canções que embalam ou embalaram a sua vida na caserna.

 É estar presente no Brasil inteiro; é viver esquecido na paz e na alegria, mas ser lembrado nas calamidades e na dor; é ser solidário aos desamparados e estender a mão aos humildes e necessitados; é ser motivo de orgulho para um povo e merecer a sua confiança e admiração.

É possuir a etnia das raças, o sentimento das pessoas, a simplicidade dos humildes; é ter o sorriso aberto de nossa gente, o espírito bondoso de nosso povo; é ouvir o canto do vento nas palmeiras, o hino da passarada nos arvoredos; é ser a roupa que veste o Brasil; é ser um brasileiro de alma e coração.

É morar nas regiões mais distantes e isoladas do país, cumprindo o seu dever com abnegação e zelo; é conhecer a fl oresta e a caatinga, as serras e as coxilhas, os sertões e as praias, os rios e os mares; é conhecer as diferenças deste Brasil imenso.

É vigiar cada pedacinho do céu que cobre o nosso Brasil; proteger o mar que abraça a nossa terra; defender o solo onde vive a nossa gente; é garantir a soberania do país que pulsa forte em nossos corações.

É ser um cidadão comum, semelhante àquele que anda pelas ruas, que cruza com as pessoas, que brinca com as crianças, que ama o próximo, que sorri para os outros, que é companheiro e amigo, que é honesto e confiável.

É não ser melhor nem pior do que ninguém; é cumprir o seu dever com seriedade e zelo; é ter olhar sincero e atitudes francas; é usar palavras simples para dizer a verdade.

É ser tolerante e aceitar as diferenças, sem preconceito de raça, de condição social, de religião, de ideologia, de idade; é ser um brasileiro oriundo dos pampas, das coxilhas, das serras, das florestas, dos pantanais, dos litorais; é ter origem nas choupanas, nos palácios, nas cidades e nas fazendas, nos bairros ricos e pobres; é ter a cor e o tamanho do Brasil.

É estar em sintonia com as aspirações do povo que representa; é respirar o mesmo ar que ele respira e sentir a mesma dor que ele sente; é estar ao lado da liberdade e da democracia; é não ter espírito de vingança e não ser prepotente; é saber perdoar e oferecer a seus adversários a sua mão amiga.

Ser soldado é buscar a felicidade na alegria de servir, na simplicidade da vida, na honra do uniforme, na nobreza da missão; é ter a virtude de um rei sem ser rei, a simplicidade de um monge sem ser monge; é ter orgulho de si mesmo e não ter vergonha de ser honesto;  é viver um sonho e querer ser soldado para sempre; é ser um brasileiro de corpo e alma; é ser gente...

General José Batista de Queiroz é Membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil

 

 

 

Leia os textos de Félix Maier acessando:

1) Mídia Sem Máscara
http://www.midiasemmascara.org/colunistas/10217-felix-maier.html


2) Piracema II - Nadando contra a corrente
http://felixmaier1950.blogspot.com.br/

Conheça a história do terrorismo no Brasil acessando:
Wikipédia do Terrorismo no Brasil
http://wikiterrorismobrasil.blogspot.com.br/

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Uma seleção de artigos. Imperdível!
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=12991&cat=Ensaios  e
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=13208&cat=Ensaios&vinda=S

 

Acesse as últimas postagens de Félix Maier clicando em

1) Usina de Letras
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=FSFVIGHM

2) Facebook
https://www.facebook.com/felixmaier1950

3) Twitter
https://twitter.com/fmaier50

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui