Usina de Letras
Usina de Letras
42 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50542)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->BAÚ DE RECORDAÇÕES -- 08/09/2016 - 16:17 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

BAÚ DE RECORDAÇÕES

(Nome do autor oculto, a seu pedido)

Tempos atrás, enviei a um amigo, artigo no qual o médico e escritor Heitor De Paola dizia da sua experiência no movimento estudantil nos idos de 1964. Devidamente autorizado, apresento trechos da sua resposta, haja vista relatar, em cores vivas, aquele período que a esquerda insiste em qualificar como “anos de chumbo”, nos quais inexistiria um mínimo de liberdade e imperava a censura.

Ao transmiti­-lo, peço às novas e velhas gerações, umas por não terem vivido aquele período e outras por não se terem inteirado, por razões as mais diversas, da realidade de então, que o leiam com o espírito aberto. São fatos e contra fatos não existem argumentos.

Mas vamos ao texto.

Tenho algumas recordações comuns às de Heitor De Paola,...

A primeira é a livraria da Rua das Marrecas, onde comprei boas obras de Matemática e Xadrez, vendidas a preço de banana, como propaganda. Outra é a completa, absoluta liberdade de ler o que bem quisesse mesmo na vigência do A-I­5. Tenho até hoje os três volumes da "História da Revolução Russa", de Trotski, bem como seu livro de memórias,"Minha Vida", mais a trilogia de Isaac Deustcher, "O Profeta Armado", "O Profeta Desarmado", "O Profeta Banido", bem como "Literatura e Revolução" e outras coisas... Nem Marta Harnecker ou Marcuse, chatíssimos ambos, me escaparam. O curioso é que certas vacas sagradas do pensamento esquerdista me pareceram repulsivas à primeira vista: Gramsci, Guevara, Stálin, Sartre, Neruda, Mao, Prestes...

Vejam que falar em censura não passa de uma mentira que, depois de tanto ser alardeada, tomou foros de verdade. Ontem como hoje, a esquerda busca recrutar seus militantes entre pessoas de bom nível intelectual e, tanto quanto possível, financeiro. Leiam abaixo e comprovem.

Vi alguns antigos colegas do CMRJ aderirem às organizações que propunham luta armada contra os governos militares e lamentei a sua submissão a pessoas incrivelmente burras. Um deles, Guilherme Gomes Lund, morreu no Araguaia, como guerrilheiro do PCdoB. Outro, Werneck, aluno graduado, muito inteligente, foi motorista de Carlos Marighella e depois de preso, julgado e condenado a uma pena mínima, tomou juízo.

Uma coisa que me irritava sobremodo era a completa ausência de pessoas pobres nessa história. Era tudo gente de classe média, alguns até bem endinheirados, alvos contumazes da pena ácida de Nelson Rodrigues...

Márcio Moreira Alves... morava no apartamento da mulher com quem estava casado (francesa, Marie), na Avenida Vieira Souto, quase esquina com a (então) Rua Montenegro, ponto da praia de Ipanema com tamanha concentração de esquerdistas que alguns deles, mais dotados de senso de humor (Antonio Callado entre outros) se referiam ao local como "O Vietcong". Eu namorava uma aluna da PUC (a PUC era uniformemente maoísta, imagine!) e, por conta dela, estive algumas vezes na casa de Márcio e Marie...

...alguns esquerdistas que conheci, declinavam seus sobrenomes como títulos de nobreza (o supracitado motorista de Marighella, por exemplo, Werneck de Castro Filho, que ele dizia "Werneck de Castro, filho", assim mesmo, com vírgula e tudo)... Antonio Callado, sujeito fino, educadíssimo apesar de comunista, depois de escrever alguns livros ruins, outros razoáveis e uma pequena obra-­prima chamada "Reflexos do Baile", entrou para a Academia Brasileira de Letras e acabou casado com a ex-­mulher de Vladimir Palmeira. Naum Roberto Ryfer, um dos maiores agitadores que a Escola de Engenharia da UFF conheceu, formou-­se engenheiro civil, ajudou a desfigurar a praia de Icaraí fazendo dela uma cópia (mais modesta) da Avenida Atlântica e, segundo colegas comuns que cito literalmente, "está acintosamente rico". O ex-­motorista de Marighella está aposentado, mora no Paraná, vive de rendas, afinal a família é dona de terras no Estado do Rio. Vladimir Palmeira, citado acima, foi deputado e senador,..., ganhou uma bela herança do pai e a última vez que o vi foi entrando em uma casa de vinhos, motorista esperando no carro. Guilherme Lund virou nome de rua no Recreio dos Bandeirantes. ...Márcio,... virou celebridade por conta do AI­-5..., faturou horrores e quando morreu era um decidido bajulador de militares...

Eu continuo pequeno ­burguês...

Como podem verificar, aberto o "baú de recordações" do meu amigo, pouco ou nada mudou. A esquerda continua a mesma, apreciando as mordomias do poder e enriquecendo sempre.

Enviado por Osmar J. Barros Ribeiro. Nome do autor oculto a seu pedido.

 

Leia os textos de Félix Maier acessando:

1) Mídia Sem Máscara
http://www.midiasemmascara.org/colunistas/10217-felix-maier.html


2) Piracema II - Nadando contra a corrente
http://felixmaier1950.blogspot.com.br/

Conheça a história do terrorismo no Brasil acessando:
Wikipédia do Terrorismo no Brasil
http://wikiterrorismobrasil.blogspot.com.br/

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Uma seleção de artigos. Imperdível!
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=12991&cat=Ensaios  e
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=13208&cat=Ensaios&vinda=S

 

Acesse as últimas postagens de Félix Maier clicando em

1) Usina de Letras
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=FSFVIGHM

2) Facebook
https://www.facebook.com/felixmaier1950

3) Twitter
https://twitter.com/fmaier50

 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui