Usina de Letras
Usina de Letras
56 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60373 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9718)

Erótico (13520)

Frases (48263)

Humor (19556)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4181)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139380)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->"Em defesa de Cazuza" -- 06/02/2010 - 22:39 (Alexandre Medeiros) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
"Resposta a um e-mail lido na Internet, comparando Cazuza a um idiota e mal exemplo para a juventude"

Que Cazuza cometeu alguns erros, que os pais de Cazuza cometeram alguns erros, claro que concordo......
Mas sempre me aparece esse discurso do exemplo......."Que exemplos o Cazuza dará aos nossos jovens???, bla bla bla bla". Uma pergunta que sempre faço: Desde quando a juventude segue exemplos (bons ou maus??)???? Pois se seguissem, seguiriam também bons exemplos....Como o sociólogo Betinho na campanha contra a fome no Brasil, Chico Mendes na luta contra a destruição do Meio Ambiente,Cristóvam Buarque com a revolução na Educação, Madre Tereza de Calcutá, Gandhi, etc etc etc....O que os jovens fizeram com estes bons exemplos?????? Se Cazuza fez algum mal, foi a ele mesmo, diferente dos jovens de Brasília que queimaram e mataram um índio, ou o Fernandinho Beira Mar, destruidor de famílias e vidas.Esses sim, verdadeiros marginais.
Sinceramente, esse não é o lado mais importante do Cazuza, embora os "corretos e moralistas" frisem bastante isso. O problema não era o que o Cazuza fazia. O problema é a AIDS, é a droga, o preconceito. Como o próprio Cazuza falava "Essa doença caiu como uma luva para os moralistas, pois mexe exatamente com o tabu que é o sexo".Explicando à psicóloga, ninguém reverencia o "marginal" Cazuza, e sim o poeta Cazuza.E a rebeldia e irreverência tiveram papel importante na história do Brasil recente. Se não fossem os rebeldes, ainda estaríamos matando índios, chicoteando negros, queimando cientistas na fogueira e dando bom dia a senhores fardados dirigindo tanques na porta de nossas casas.
Minha querida psicóloga, não existe poeta funcionário público. Para alguém escrever letras tocantes, como vc mesmo menciona, é preciso ter história de vida, seja ela trágica, bonita , feia, unânime ou não.Pelo menos Cazuza era um "marginal" que tinha algo dentro de sua cabeça.Não quero que meus filhos se afundem com drogas ou se deteriorem com uma doença, mas quero que eles entendam "o outro", o diferente, exercitando a tolerância, a compreensão, visando a paz no mundo.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui