Usina de Letras
Usina de Letras
53 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59579 )

Cartas ( 21248)

Contos (13286)

Cordel (10315)

Crônicas (22226)

Discursos (3167)

Ensaios - (9521)

Erótico (13500)

Frases (47120)

Humor (19398)

Infantil (4588)

Infanto Juvenil (3888)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138646)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2431)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5641)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erótico-->TERAPIA DO AMOR (ENQUANTO FABIO AGIARDA A PROXIMA CONSULTA) -- 01/10/2021 - 09:40 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Terapia do amor - Enquanto Fábio espera

Mauro Velasco


DIÁRIO DE FÁBIO - 2 
(ENQUANTO FÁBIO ESPERA A PRÓXIMA SESSÃO DE ANTÔNIA)

São três e meia da madrugada.
Desperto no meio da noite com o pau duro.
Sonhei com Antônia. Um sonho confuso, imagens sobrepostas, era Antônia, sua boca me beijava, ela estava em cima de mim, cavalgando meu pau, olhos fechados, gozando, alguma coisa assim. 
Caralho, que tesão.
Minha mulher dorme ao lado e ressona.
Levanto da cama, vou para o escritório do apartamento e continuo com o pau duro durante um tempo enorme. Cheio de desejos. 
Sento na poltrona, abaixo a calça do pijama, faço as ritmadas massagens na glande, gozo em seguida, a porra vai parar longe num disparo potente, cai sobre o piso.
Não vai ser fácil esperar até a próxima consulta de Antônia... Cacete, só na semana que vem.
Minha vontade é telefonar pra ela. É ouvir sua voz.
É dizer que a quero. Que a desejo. Que não aguento de saudade.
Pedir que ela venha amanhã mesmo ao meu consultório. Que entre. Que tire a roupa. Que me chupe. E abra as pernas para eu chupá-la, aquele clitóris endurecido no cimo da vagina, a vagina molhada e pronta para e receber.
Limpo o esperma caído no piso e volto para o quarto. Preciso dormir. Amanhã cedinho atendo um paciente.

*****

A cena do sonho retorna à minha lembrança e o meu pau já está ficando duro de novo.
Puta que pariu, que tesão enorme. Mal ejaculei, e já estou duro outra vez. Quanto desejo.
Minha mulher se mexe na cama. Joga a perna em cima da minha. 
Preciso descarregar esse tesão.
Subo a mão pela coxa da minha mulher e levanto a camisola até achar as nádegas. Ela acorda. Entende o que quero. Abre as pernas e me recebe.

*****

Finjo que não é ela. Finjo que é Antônia.
Fecho os olhos e trago a imagem do sonho de volta à mente. Estou no corpo de Antônia. É Antônia, é Antônia. Seguro na cintura de Antônia. É a boceta de Antônia. Meto meu pau em Antônio. Meto até o fundo. Me mexo dentro de Antônia. Assim, assim, É Antônia. É ela, sim. Antônia está gemendo. Isso, isso. Antônia está molhada. Sinto que Antônia está gozando. Antônia está gozando no meu pau. Ai, cacete. E eu gozo em Antônia. Gozo, gozo, gozo. Minha porra se espalha na vagina de Antônia.
Penso: Antônia, Antônia.

******

Agora consigo esperar com mais calma.
Mas o desejo continua.
Eu quero Antônia.
Ninguém substitui Antônia.
Antônia é meu amor. Antônia é a mulher que eu quero. Antônia é minha paixão.
Logo ela virá.
É só esperar.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 13Exibido 79 vezesFale com o autor