Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60373 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9718)

Erótico (13520)

Frases (48263)

Humor (19556)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4181)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139380)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->O trem, o vento e o som -- 15/12/2003 - 17:28 (Alceu Silva Santinho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Eu sempre fui incapaz

De dedilhar um único

Acorde ao violão

Embora o calor, a noite e o luar

Sempre me convidem

Para alguma canção.



Nós ali na praça Machado de Melo

O vento da madrugada

Trazendo a zoada do trem

Que já ia lá longe.

Isso: o barulho do trem

Chegava até nós com o vento.



Aquele barulho sincopado

Batia-me fundo na alma:

- eu lembrava das noites

perdidas lá no fundo da memória,

quando eu, bem pequeno viajei

com meu pai lá pelo Mato Grosso.



E nem a cerveja que nós bebíamos

Nem a maconha escondida lá no centro da praça

Nem a imagem do mar arrebentando na pedra

Nem a possibilidade da aurora

Rompendo do lado oposto ao vento

Nada me consolava nada diminuía a minha dor.



<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

<>

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui