Usina de Letras
Usina de Letras
78 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60367 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9716)

Erótico (13520)

Frases (48255)

Humor (19555)

Infantil (4830)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139367)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->TERNURA ANTIGA -- 15/01/2019 - 23:01 (SALETI HARTMANN) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Quando era criança, observava minha mãe nas suas lides de trabalho tanto em casa como no pátio, jardim e além de tudo, a roça.

Ela parecia sempre disposta, sempre renovada para tudo o que precisava ser feito.

Um detalhe da sua ternura de mãe e de mulher guerreira ficou gravado eternamente em meu coração:

Quando ela terminava todo o serviço, ainda sobrava espaço para fazer um ramalhete de flores e colocar sobre a mesa, em cima de toalhas de crochê, que ela mesma fazia.

Essa ternura antiga me seguirá até o fim dos meus dias.

O segredo da força de minha mãe consistia em dar valor às pequenas coisas, como adornar a casa com flores, que ela mesma plantara.

Hoje, sofremos de depressão, tristeza, angústia... e não fazemos nem a metade dos trabalhos que nossas mães faziam.

Que tal adornar a vida cuidando de um pequeno jardim caseiro, plantando e colhendo flores que depois irão abrilhantar a casa e os olhos de todos os que nela habitam?

Que tal colocar um pouco desta ternura antiga na vida atual, para atenuar o cansaço, a tristeza e o vazio de viver?

Grande abraço!

Saleti Hartmann
Professora e Poeta
Càndido Godói-rs
Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 5Exibido 67 vezesFale com o autor