Usina de Letras
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59675 )

Cartas ( 21255)

Contos (13343)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47226)

Humor (19421)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3943)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138798)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5663)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O POEMA "M" -- 13/01/2002 - 01:29 (Amauri Junior) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Vejo gotas caírem ao chão,

No chão limpo, lindo e gracioso.

Vejo gotas caírem ao chão,

Gotas estas que caem e inundam

Tudo em redor.



Vejo gotas caírem ao chão

A inundar a rua da Alegria.;

Vejo gotas caírem ao chão

A encher a alameda da Esperança.;

Vejo gotas caírem ao chão

A alagar a viela da Bondade.;

Vejo gotas caírem ao chão

A transbordar o beco da Paz.



Vejo gotas caírem ao chão

A entristecer tudo em meu redor.;

Esta água tão mal-vinda escoa

No boeiro da solidão,

E com ela leva :

A Alegria da rua.;

A Esperança da alameda.;

A Bondade da viela.;

A Paz do beco.



A menininha à esquina chora!



Olho ao céu, não vejo nuvens!

Mas continuo a ver gotas caírem no chão!



Mas logo percebo...

Que não é a tormenta...são lágrimas.



Amauri Junior - SP

13/01/2002.



Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui