Usina de Letras
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59672 )

Cartas ( 21255)

Contos (13340)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47225)

Humor (19422)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3942)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138797)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5662)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Aquele outro -- 29/09/2012 - 11:53 (Andre Luis Aquino) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Agora meu filho nasceu/Agora o filho que não tive/Agora a criança sou eu/Agora a mão de quem me trouxe/Agora é só meu corpo nu/Agora eu nasço lá de fora/Agora minha mãe é o ar/Agora eu vivo na barriga/Agora eu brigo pra voltar (Agora – Arnaldo Antunes)

Certo dia acordei e percebi que havia um outro em meu lugar.Não que eu não estivesse mais aqui, mas uma outra pessoa, um outro de mim mesmo(por mais esquisito que isso pareça), assumiu minha identidade.É possível que esse invasão não tenha sido assim instantânea, mas que tenha acontecido lentamente. O meu nome continua o igual, o meu retrato ainda é o mesmo, mas este outro que surgiu, que nasceu de dentro de mim, age de maneira diferente. Tudo que eu estava acostumado a fazer, não faço mais, porque ele mudou todos os meus parâmetros. Até os meus pensamentos mudaram, meu padrão mental e minhas memórias. Esse outro ainda sou eu, só que diferente, é menos bicho e mais gente.
Mas as pessoas não perceberam que eu estava modificado, afinal esse outro só existe dentro de mim, e as pessoas que me conhecem e estão acostumadas comigo não notaram nenhuma diferença, está gravado em suas mentes aqueles que pensam ser o meu ser original, e se descobrirem esse outro tão diferente é capaz de pensarem que ele é um impostor. Ainda visto as mesmas roupas e minha altura e meu peso não mudou, mas esse outro que está aqui no meu lugar, é bem maior do que eu sou, fosse ele externo teria uma aparência completamente diferente da minha. E ainda assim, mesmo diferentes, ainda seriamos a mesma pessoa.
Esse outro convive comigo, mas aos poucos ele tomará totalmente o meu lugar, até que eu possa assistir ao meu próprio funeral. Eu o ouvi cantar e sua voz é bem melhor do que a minha, ele tem estilo, Então estava lá para ouvi-lo por um tempo, percebendo que eu mesmo sou um estranho aos meus olhos. Sensação estranha, é como se um desconhecido tivesse encontrado minhas cartas e lido em voz alta pro mundo todo ouvir.
Talvez desde o começo eu fosse como uma semente e que tivesse que morrer para brotar.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui