Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
31 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59033 )

Cartas ( 21233)

Contos (13075)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9400)

Erótico (13482)

Frases (46376)

Humor (19246)

Infantil (4422)

Infanto Juvenil (3669)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138134)

Redação (3048)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5490)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->2662 - Marilyn! -- 18/10/2020 - 04:42 (Jairo de A. Costa Jr.) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

2.662 – Marilyn!

Esses dias, com noventa e sete anos,  morreu a atriz Rhonda Fleming, cujo nome era Marilyn Louis e nascida nos anos vinte, assim como Norma Jean, cujo nome artístico era Marilyn Monroe. Das duas, a mais conhecida foi a que morreu primeiro, com trinta e seis anos em mil novecentos e sessenta e dois. Norma Jean nos deixou e nos legou Marilyn Monroe; Marilyn Louis nos deixou e nos legou Rhonda Fleming.

Ambas famosas pelas belezas e menos pelos dotes artísticos. Rhonda era dona de fulgurantes cabelos vermelhos e de olhos azuis, fazendo dela impossível de ser mal fotografada; era chamada de “Rainha do Technicolor”. Marilyn Monroe, imortalizada pelos cabelos loiros e as suas formas voluptuosas, fazendo com que os homens preferissem as loiras, segundo filme da época.

Rhonda casou-se por seis vezes e Marilyn por três vezes, porém casamentos midiáticos por assim dizer e alguns casos mal resolvidos, segundo dizem, inclusive até um brasileiro dizia ter sido companheiro de uma noite com ela, quando ela era apenas Norma Jean. As duas filmaram mais pelos anos cinquenta e por isso acho que a maioria não as conhece, embora seus filmes ainda passem nos canais Telecine. Eu não perco nenhum.

Rhonda morreu por velhice e deixou um filho, duas netas, cinco bisnetos e dois tataranetos, ao passo que Marilyn Monroe morreu por overdose, mas até hoje dizem ter sido uma conspiração, por ela ter envolvimento com os irmãos Kennedy. Dizem, não sei. Não deixou filhos e a sua conturbada vida particular sempre despertou muito interesse, durante a carreira lutou contra o vício, a depressão e a ansiedade.

Estou comparando as duas, mas elas são incomparáveis. Cada uma, cada uma e seguiram as suas carreiras e os seus talentos podemos dizer que superaram suas belezas. Rhonda fez filmes importantes e com a chegada das cores tornou-se um ícone. Depois fez carreira na televisão e no teatro. Marilyn, nos anos cinquenta, foi uma das estrelas mais bem-sucedidas de Hollywood, sendo protagonista de filmes com apelo sexual e comédias.

Rhonda, filmou em mil novecentos e noventa com Robert Mitchum e depois parou, apresentando-se na Broadway e excursionando como cantora até dois mil e oito. Marilyn teve como último filme concluído a produção Os Desajustados, interpretando uma mulher divorciada que se tornava amiga de três cowboys idosos, interpretados por Clark Gable, Eli Wallach e Montgomery Clift. As filmagens foram complicadas, porque seu marido Arthur Miller escrevia o roteiro e o mudava constantemente, sua saúde não estava boa, sentia dores por pedras na vesícula e sua dependência de drogas era grave.

Os Desajustados foi lançado em fevereiro de mil novecentos e sessenta e um, tornando-se um fracasso de bilheteria e comentários desfavoráveis à Marilyn. Hoje, é considerado um clássico. Já o assisti algumas vezes.

São duas figuras importantes para o cinema americano e diferentes personalidades, com uma ligação por seus nomes – Marilyn! Acho que nem se conversavam, nem eram amigas e menos concorrentes, tinham públicos diferentes. Eram lindas, porém Marilyn Monroe arrasava, além de conturbada e midiática. Vejam-na cantando Happy Birthday ao Presidente John Kennedy.

Pensei neste assunto, ao saber da morte da Rhonda e fiquei matutando como seria se tivesse ocorrido o inverso. A Marilyn/Rhonda Fleming tivesse morrido primeiro, lá pelo início dos anos sessenta e a Norma/Marilyn Monroe somente agora. Difícil exercício e, talvez, a história do cinema americano pudesse ser outra.

Estava matutando, que até perdi o sono, e nesta madrugada de dezoito de dez de vinte falei vou escrever a crônica e isso vai passar, pois inicialmente eu iria apontar as possibilidades de vida para a Norma/Marilyn, mas qual o quê; ela era tão artista, tão maravilhosa e tão deslumbrante que se bastou nos seus trinta e seis anos...

Comentários

Tony de Almeida  - 21/10/2020

Eli (Elijah) pronuncia Elaidja....Elias, em português.

Tony de Almeida  - 21/10/2020

Gosto muito de Os desajustados!!!!

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 8Exibido 38 vezesFale com o autor