Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
136 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59033 )

Cartas ( 21233)

Contos (13075)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9400)

Erótico (13482)

Frases (46376)

Humor (19246)

Infantil (4422)

Infanto Juvenil (3669)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138134)

Redação (3048)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5490)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->2021 - Tempos estranhos... -- 13/03/2021 - 16:41 (Jairo de A. Costa Jr.) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

2.021 – Tempos estranhos...

Estamos vivendo tempos estranhos, como diz o ministro Marco Aurélio e ainda chama um colega de xerife e outro de autoritário, como ocorreu numa reunião virtual do Supremo esta semana. O motivo era a decisão sobre a prisão do deputado preso, sem processo e sem julgamento. Tempos estranhos...

Aí você lê sobre isso e pensa vamos ver o que existe nas redes e na internet. Digito no Google e tem coisa paca; começo por Daniel Blume, do site pensador.com: “Tempos estranhos de palavras instantâneas, compromissos liquefeitos, verdades oscilantes e punhaladas sorridentes.”.

No site kdfrases.com encontramos: “Tempos estranhos são esses em que vivemos, quando velhos e jovens são ensinados na escola da falsidade. E o único homem que se atreve a dizer a verdade é chamado de uma só vez um louco e insensato.”. Diz que é de Platão.

Tem mais de cinco milhões de resultados para você ler e se inteirar, inclusive de que o ministro Marco Aurélio vem pronunciando essa frase desde dois mil e dezesseis, quando ele se depara com estranhezas e decisões controvertidas dos seus pares, até de outros poderes e ele quer por suas críticas pra fora. E a sua própria decisão de colocar o super traficante em liberdade, o que ele nos diz. Tempos estranhos...

O futuro sempre se apresenta como incerto, indefinido, difícil de ser previsto e podemos colocar que tempos estranhos estão sempre nos assolando, nos achacando; então precisamos enfrenta-los. Quem diria, ou pensaria, ou poderia imaginar que o Facchin iria soltar o ex-presidente, contumaz corrupto julgado e “rejulgado”. No entanto, Facchin o fez e já mandou ao plenário, para aprovação, ou não, dos seus pares.

Esses dias assisti ao filme Sete Homens e Um Destino, na versão mais nova e ouvi de um deles, de nome simpático – Goodnight Robicheaux: “Só devemos lutar as batalhas à nossa frente. Não as passadas.”. Fiquei pensando sobre a quantidade gritante de gente querendo mudar o passado, ou como se diz hoje, querendo cancela-lo. Por exemplo, o filme “E o Vento Levou”, os livros do Monteiro Lobato, isso que me vem à memória, mas tem muito mais. Eu penso que não se dá para analisar o passado com o olhar de agora, não dá para transformar o passado em tempos estranhos.

Voltando ao Robicheaux, o que temos de enfrentar é o que vem pela frente, por mais estranho que seja e a ladainha do ministro Marco Aurélio deve ser porque ele não vem votando certo, haja vista a libertação do traficante. Apesar de que tem sido voz dissonante dos outros e espero que ele mande o contumaz corrupto de volta à cadeia.

E o que dizer das cadeiras, só perguntando ao ASA, que muito bem foi colocado na primeira página do Postal, reverberando suas críticas ao tema e também sobre as restrições impostas ao comércio. Será que teremos tempos estranhos na nossa Câmara; até agora parece, mas o Super-Asa estará atento. Como diz Goodnight, o que temos que lutar está pela frente.

“O país aprendeu que há lugar para todos na cadeia”, o recado de Augusto Nunes para os larápios e conhecido pelas opiniões fortes, o jornalista vem se manifestando sobre os ataques que a operação Lava Jato vem sofrendo. Nunes nos mostra os motivos pelos quais a operação é tão combatida: “Pela primeira vez, poderosos patifes que se consideravam sentenciados a perpétua impunidade foram capturados, submetidos a julgamento e condenados a penas de prisão.”. O contumaz corrupto solto só poderá nos dar tempos estranhos.

E o que dizer do lockdown e das restrições impostas à população pelos governadores e prefeitos, de medidas insanas, em nome do combate ao coronávirus, esclarecendo que reconheço a doença e morro de medo de pega-la, passar mal e até morrer. Porém tempos estranhos vem acompanhado a adoção dessas medidas e neste sábado, treze de três de vinte e um, espero que o futuro nos surpreenda com tempos áureos, vacinas, curas e menos sofrimentos. Tempos estranhos... Fuja!

Comentários

José Antônio Almeida Costa  - 17/03/2021

Tempos estranhíssimos de governadores e prefeitos pulhas, néscios!!!!

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 8Exibido 19 vezesFale com o autor