Usina de Letras
Usina de Letras
66 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59370 )

Cartas ( 21241)

Contos (13199)

Cordel (10310)

Crônicas (22227)

Discursos (3164)

Ensaios - (9483)

Erótico (13492)

Frases (46839)

Humor (19336)

Infantil (4507)

Infanto Juvenil (3803)

Letras de Música (5490)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138486)

Redação (3063)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2428)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5580)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->1972 - De cócoras -- 20/07/2021 - 16:20 (Jairo de A. Costa Jr.) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

1.972 – De cócoras

Você que já tem certa idade me responda se já ficou de cócoras, para bater papo com os amigos? Aos mais novos nem pergunto, pois acho que eles não conhecem essa posição, muito usada naqueles antigamentes para jogar conversa fora. Pelo menos, no meio que eu frequentava com o meu pai, o mundo dos caminhoneiros, isso era bem usado e eu ficava no meio deles, ouvindo a conversa e de cócoras, lógico.

Ah, não sabe o que é? É uma posição com as pernas fletidas, dobradas e apoiado, ou quase sentado sobre os calcanhares; em posição agachada. Como ficar de cócoras? Procure manter as pernas próximas, sem afastar a base. Não há regra, apenas vá tentando um pouco de cada vez, alguns segundos ou minutos por dia, todos os dias. Afinal, ficar de cócoras é como qualquer novo hábito: - a constância em praticá-lo é a chave para o sucesso.

Qual o benefício de ficar de cócoras? É uma postura de descanso que recupera a mobilidade perdida e como se opõe à hiperlordose, ainda é uma maneira de relaxar a região lombar. Esse exercício não só melhora a postura e flexibilidade, como também alivia sintomas de dor lombar e ciática. A posição alonga desde a nuca até a sola dos pés, aliviando a pressão dos joelhos e melhora a flexão dorsal do tornozelo. Tirei da internet.

Assim como tirei o provérbio português: “Em terra de sapo, de cócoras como ele.”. Nada a ver, mas bonitinho e nunca tinha tido conhecimento dele. Parecido com o: “Em Roma, aja como os romanos.”.

Entrei neste assunto por ter visto uma foto antiga de caminhoneiros, em frente seus caminhões dos anos sessenta e trocando ideias na posição de cócoras; deviam estar confortáveis já que os semblantes eram alegres e relaxados. Na hora, me lembrei de algumas passagens e uma delas ocorreu aqui em São Paulo, fora do mundo dos caminhoneiros e talvez por isso ela não fosse um sucesso.

Estava com o saudoso Narlir (aqui em São Miguel, o Nailinho) numa manhã de sábado, pelo fim de setenta e dois, num churrasco de uma empresa na Mooca. Após pegarmos um prato com as carnes, Eu e Ele nos aproximamos dos demais e imediatamente ficamos de cócoras para degustar, quando o Zé Ribeiro nos puxou para cima e disse: “Óia os caipiras, quéisso, já pra cima.”. O que era normal para nós, virou chacota para ele e por um bom tempo.

Outra passagem foi perto do campo do Esporte, quando numa tarde de domingo eu estava indo ver o jogo e passei pelo meu pai e amigos, todos de cócoras, na calçada, conversando animadamente. Não é que eu disse, e nem sei por que, uma tremenda de uma bobagem; perguntei ao meu pai o que ele estava mentindo ali. Depois levei uma bronca fenomenal e só não apanhei por ter pedido um monte de perdão. Era tão simples eu ter ficado de cócoras e participado da conversa também. Se arrependimento matasse e fiquei tempão com vergonha do Seu Amador e do Seu Sebastião.

Hoje em dia, usamos o banheiro sentadinho no vaso, quando precisamos fazer o número dois, mas a melhor posição é de cócoras; porém não dá, a alternativa segura é apoiar os pés em um banquinho. Atire a primeira pedra quem tem um banquinho no banheiro. Além disso, a posição de cócoras melhora a mecânica intestinal e evita doenças do cólon.

Até quase a minha adolescência, nossas necessidades eram feitas na casinha lá no fundo do terreno e de cócoras. Se alguém se lembrar de não fale, pois revela idade. E quando a gente ia carregar batatas e tinha vontade, o lugar era sempre no meio do mato e de cócoras.

Achei uma postagem que diz: “Entre muitos bons hábitos enterrados pela cultura urbana e ocidental, está a posição de cócoras. Ficar de cócoras é uma postura de descanso e tem mais benefícios do que você imagina.”.

Tem também o parto de cócoras, porém deixo para vocês pesquisarem, principalmente as grávidas e nesta terça de vinte de sete de vinte e um encerro, no entanto o assunto se estende e tem bastante material para leitura na internet.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 8Exibido 41 vezesFale com o autor