Usina de Letras
Usina de Letras
71 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60277 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10353)

Cronicas (22252)

Discursos (3187)

Ensaios - (9686)

Erótico (13520)

Frases (48075)

Humor (19491)

Infantil (4785)

Infanto Juvenil (4140)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139175)

Redação (3099)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5772)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Adversidade é uma diversão -- 20/05/2022 - 11:07 (AROLDO A MEDEIROS) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

     Adversidade é uma diversão

 

Aroldo Arão de Medeiros

 

     Existem algumas palavras ou frases portuguesas que dizem uma coisa e significam outra. Lendo o livro de Luis Fernando Veríssimo, “Comédias da vida privada”, me deparei na crônica “Pá, pa, pa”, com a discussão entre um brasileiro e uma americana. A estadunidense tinha dificuldade com o “pois sim “, e o “pois não”. Uma vez quis saber se podia me (Veríssimo) perguntar uma coisa.

     - Pois não – disse eu (o autor), polidamente,

     - É exatamente isso! O que quer dizer “pois não”?

     - Bom. Você me perguntou se podia fazer uma pergunta. Eu disse “pois não”. Quer dizer “pode, esteja à vontade, estou ouvindo, estou as suas ordens...”

     - Em outras palavras, quer dizer “sim”?

     - É.

     - Então porque não se diz “pois sim”?

     - Porque “pois sim quer dizer “não”.

     - O quê?!

     E a discussão se prolonga até chegar no “pá, pá, pá”.

     - Funciona como reticências – sugeriu o autor. - Significa três pontinhos. Substitui várias palavras por apenas três.

     Lembrei-me de algumas coisas que ouvi e temos que engolir mesmo sem entender, como por exemplo quando a pessoa diz que “estava dormindo acordada”. Como pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo?

     Existem as notícias que não fazem a gente rir porque são tragicômicas:

     - Geriatra morre aos trinta anos.

     - Oftalmologista se adapta bem com óculos do tipo fundo de garrafa.

     - O dentista teve que se retirar da festa por causa de uma dor de dente.

     - Cardiologista famoso na cidade não conseguiu guardar segredo: carrega um marca-passo.

     - Técnico em segurança é atropelado ao atravessar a estrada fora da faixa de segurança.

     - Pedreiro tem sua casa de madeira arrancada do solo por vendaval.

     - Eletricista leva choque mortal ao ver sua mulher na cama com seu maior amigo.

     - Tempo é dinheiro, mas toda viagem mais rápida é mais cara.

     Para não esquecermos a norte-americana: “Push em inglês é empurre e não puxe”.

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 13Exibido 38 vezesFale com o autor