Usina de Letras
Usina de Letras
12 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Agora, Inês é morta -- 26/05/2022 - 11:12 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Agora, Inês é morta

Félix Maier
 
18/05/2022
 
No início do governo, o presidente Jair Bolsonaro não se interessou em apoiar a Lava Toga, devido a interesses dos filhos, principalmente Flávio Bolsonaro.
Seria uma ótima oportunidade para o Senado dar um recado duro para alguns ministros militantes do STF. Mesmo se não cassasse ninguém, o alerta do Senado poderia frear algumas patifarias supremas.
À frente do esvaziamento da CPI, então cogitada para enquadrar o STF, estava o próprio senador Flávio Bolsonaro, então crucificado diariamente pela mídia antifa (aquela que se diz antifascista, mas que é fascista por natureza), por sua participação em "rachadinhas" quando era deputado estadual pelo RJ.
Agora Inês é morta, não adianta choro, nem vela, nem fita amarela.
Com filhos assim, o presidente Bolsonaro não precisa de inimigos.
Os 7 líderes do PT e mais alguns togados sem escrúpulos estão rindo à toa com relação às ações destrambelhadas de Dom Quixote do Planalto, pedindo que o ministro Alexandre de Moraes seja investigado por abuso de autoridade.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui