Usina de Letras
Usina de Letras
80 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60352 )

Cartas ( 21289)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9713)

Erótico (13520)

Frases (48234)

Humor (19547)

Infantil (4825)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139343)

Redação (3116)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5810)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->A BARBEARIA, ANTIGAMENTE -- 21/07/2022 - 22:49 (Renato Souza Ferraz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

A BARBEIRIA, ANTIGAMENTE

Renato Ferraz

 

Quem não lembra do velho barbeiro?

Era quase uma figura padrão, até os anos 80

Era falante e até fazia milagres com suas mãos

Alguns chegavam ali tão feios e desengonçados

De repente saiam transformados e com a moral em alta

O salão de beleza era ambiente exclusivamente feminino

Um homem ia até a porta de um salão, apenas para deixar

A companheira, a filha ou para pegá-las de volta

Isso se dava no Brasil inteiro

E se destacava nas pequenas cidades.

Havia os clientes especiais,

O juiz, o padre, o prefeito, um grande comerciante

Esses eram atendidos em casa com agendamento

A barbearia também funcionava como

Um meio de comunicação extraoficial

Falava-se sobre tudo e sem censura

Exceto no período da ditadura...mas aí já é outra história!

Ali também se conversava sobre coisas sérias

Apesar que em geral uma conversa informal em grupo

É sempre mais criativa e carregada de emoções

O barbeiro pode interagir ou não

Com o que se fala em seu estabelecimento

Se ele também é falante e valoriza determinados assuntos

Ou como moderador, evitando os excessos!

 

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 4Exibido 67 vezesFale com o autor