Usina de Letras
Usina de Letras
77 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60351 )

Cartas ( 21289)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9713)

Erótico (13520)

Frases (48234)

Humor (19546)

Infantil (4825)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139342)

Redação (3116)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5809)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->* O MATUTO E O DRONE * -- 24/07/2022 - 17:32 (Renato Souza Ferraz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

O DRONE E O MATUTO



Renato Ferraz



 



Seu Chico mora na zona rural



Perguntei-lhe sobre a situação atual



Respondeu-me que a vida já foi pior



Embora pudesse ser ainda melhor.



Mesmo sem ter estudado



Seu Chico é um homem informado



Deve ao rádio parte da instrução



Ainda assim, com alguma limitação



Vive atento às notícias da televisão



Discute e pergunta, se não tem compreensão



A sua experiência de vida o fez ser respeitado



Seu Chico é carismático, gentil e educado



Seus olhos brilham e responde com facilidade



Sempre que querem saber da última novidade



Sente prazer, responde como um bom orador



É admirado, humildemente, por cada morador



Seus vizinhos gostam de uma boa diversão



Comem e bebem com bastante animação.



Da última vez, perguntaram-lhe curiosos



Sobre as últimas invenções dos estudiosos



Ele não se fez de rogado e começou a discursar:



Eu vou contar, mas vocês não vão acreditar!



Inventaram um avião que não precisa ser pilotado



Lá de cima ele fotografa tudo, feito um danado



E não se espantem, até terrorista consegue matar  



Matou um tal Bin Laden, vocês devem ter ouvido falar



Estavam curiosos pelo nome da máquina possante



Na imaginação seria um foguete ou algo gigante  



Seu Chico puxou o nome lá do fundo do pulmão



Pronunciou que era drone o nome daquela invenção



E que o aparelho era por um controle remoto guiado



Assim, a cada detalhe, todos ficavam admirados



Falou que as fotografias eram coisa do outro mundo.



E que a máquina era poderosa, em tudo ela ia fundo



Perguntaram mais sobre o que o drone podia fazer



Seu Chico falou que até incêndio ele sabia combater



Não seria exagero aquilo um exagero, perguntou um rapaz



É não! quanto mais difícil for, aí é que ele faz



Falar sobre o drone deixava Seu Chico emocionado



Ele enche o peito e sente-se como se o tivesse inventado.



    



 



 


Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 4Exibido 88 vezesFale com o autor