Usina de Letras
Usina de Letras
68 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60365 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9715)

Erótico (13520)

Frases (48251)

Humor (19553)

Infantil (4829)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139363)

Redação (3118)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Nosso pretérito imperfeito -- 16/01/2016 - 08:48 (A Sabiá Que Não Sabia Voar) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Nosso pretérito imperfeito

Tentei ser o seu amor perfeito, dando aquilo que não sabia dar...

Cobrei, jurei, neguei, assumi, vivi, sorri, como sorri, até que um dia caí, e não consegui me levantar...

Misturei a tua sombra a minha... há muito de mim ainda em você...

Atropelei frases, confundi caminhos, acordei sonhos...

Minha miopia não deixava ver o que você dizia, o que estava ali, o tempo todo...

A ilha parecia um lugar tão bom, paraíso (in)certo para nosso amor...

Cresci com você. Cresci sem você. Mas em mim, você cresceu muito além do meu corpo físico... deixei pesar...

A suavidade se desajeitou... os cristais foram caindo, caindo... e o que não quebrou pelo caminho, trincou...

O que é livre ficou rarefeito... represas para um amor já tão imperfeito...

Não, o amor é tudo de bom, é leve, não cerca, não fere, compartilha, alivia, sorri, acaricia... o que realmente queima e sufoca, é essa tola habilidade de tentar encontrar perfeição em um mundo imperfeito...

A gente se bastou por tanto tempo, contra tudo e contra toda a maré...

Um dia acordei, e você não estava mais ali... apertei os olhos bem miúdos a tempo de te ver partir... tão ali... tão “star”...

Faltou chão, faltou ar, faltou eu... faltou eu redimensionar...

Você é intensa, cores e luz... ilha não é lugar para nós dois... nem para amor... hoje eu sei...

Voe, voe seu voo livre e libertador... se reinvente edificante e linda, sempre...

Espalhe tua alegria por todo seu caminhar... você está livre... eu vou me encontrar...

De hoje em diante está permitido... simples e puramente... e tão somente... amar...

Ame... ame muito... ame sem querer ser perfeita, sem querer ter o amor perfeito... ame sem expectativas, e sem pedir nada em troca... ame... muitos ainda irão te amar...

Amo você... mas agora preciso voltar a ser “eu”...

Bom voo...

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 1Exibido 437 vezesFale com o autor