Usina de Letras
Usina de Letras
48 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59675 )

Cartas ( 21255)

Contos (13343)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47226)

Humor (19421)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3943)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138798)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5663)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->UM PONTO QUALQUER -- 16/03/2002 - 17:56 (Apenas Um Poeta) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
...Meu amor...
quando brigamos, discutimos ou nos separamos, por um momento que seja, tenho medo...
Medo de me tornar apenas um ponto final, feito por uma caneta falha, no •fim de uma letra qualquer colocada no estremo de uma frase, indicando o
termino de uma rima que foi sutilmente encaixada na última linha de um
Verso,perdido em uma triste Poesia, rascunhada em um pedaço de papel de embrulho,
que foi amassado e trancado no fundo de uma gaveta em um armário velho,
que esta jogado num canto escuro de um sótão frio e úmido, de uma casa
abandonada e esquecida em um lugar qualquer de um deserto infinito e que
apenas aguarda o dia de ser tragada pelas tempestades do tempo, já que o
fogo das lembranças jamais a destruirá e conseguirá consumir todo o seu
conteúdo ontológico e nostálgico.
Medo de me tornar uma triste lembrança...



celio costa
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui