Usina de Letras
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59808 )

Cartas ( 21263)

Contos (13364)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9574)

Erótico (13486)

Frases (47466)

Humor (19436)

Infantil (4676)

Infanto Juvenil (4003)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138983)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5702)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Eu te esqueci.... -- 20/03/2002 - 15:16 (Apaixonada Virtual) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Não sei se o muito que te quis foi pouco para você.
Talvez não tenha entendido minha forma de te amar.
Esta, talvez tenha sido errada, talvez eu o tenha sufocado com a ânsia de te querer.
Talvez eu tenha ultrapassado os limites do seu coração, talvez eu quisesse muito mais do que o seu corpo, e aí, foi que o perdi.
Mas pensando bem, talvez eu nunca o tive, talvez somente em sonhos você foi meu.
Não sei o quanto chorei, não sei quantos dias passei alimentando meu coração com palavras queridas e apenas lembradas.
Não contei os dias que pareciam intermináveis, somente sofri, alimentei o meu coração com o amor que eu, em você, pensei existir...
Fui ao fundo de minha dor, abracei-me a ela feito parasita, deixei-me aterrar em sofrimentos, senti-me a última das pessoas, a mais triste, a mais infeliz.
Lavei meu rosto com lágrimas vorazes, estas não estancavam, também não estancava a minha dor.
Ouvi a música que parecia falar de nós, para nós...
E entre dores e lamentos segui meus dias, confesso mais uma vez, parecido intermináveis.
Porém, para tudo há um fim...
Sabe... Um belo dia amanheci sem pensar em você e nem percebi o acontecido, quando lembrei-me de você, o dia já estava em seu meio e com um misto de alívio e dor, sorri.
Era uma sensação estranha, pois, a manhã já não o trazia como fazia todos os dias, e depois o espaço de tempo foi aumentando...Mas a noite sempre te lembrava, a música, algumas palavras ouvidas ao acaso o trazia em minha mente já um tando ausente de você, mas, mesmo assim, ainda doía, entristecia.
Ouvi outras pessoas, caminhei por outras estradas, vislumbrei outros amores, e, o tempo passou, e quando me apercebi, os dias seguidos não o traziam, depois tornaram-se semanas e sem me dar conta, percebi que o esqueci.
Esqueci o amor que senti, esqueci a dor que vivi, mas sempre me lembro de ti...
É uma lembrança gostosa, uma lembrança brincalhona, amiga...
Uma lembrança que me faz crescer e a isso só tenho à agradecer.
Esqueci um amor que jamais pensei ter fim, um amor que fez eu esquecer de mim...
Talvez tenha sido a “minha volta em mim”, o motivo do esquecimento do que senti por ti...
Talvez, talvez um dia eu te encontre e lhe dê um sorriso acolhedor, dizendo que em mim ainda existe amor, mas outro, outro tipo de amor, um outro sem dor.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui