Usina de Letras
Usina de Letras
72 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59663 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47209)

Humor (19420)

Infantil (4621)

Infanto Juvenil (3937)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138768)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->NO CAIS DOS INVÁLIDOS -- 12/05/2000 - 00:49 (Alessandra Teixeira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O POETA VIVE SEUS DIAS DE EMBRIAGUEZ

DIAS TURVOS

PÁLIDOS

VAZIOS



NO CAIS DOS INVÁLIDOS

A VER NAVIOS .......



O POETA VIVE A AUSÊNCIA DA LUCIDEZ

DOS PENSAMENTOS SOMBRIOS

SATURADOS DE INCOERÊNCIAS

SAEM TRISTES REMINISCÊNCIAS

ENRUGANDO SUA TEZ



FAZ MUITO, MUITO TEMPO

QUE ELE VIVE EM ISOLAMENTO

CONVERSANDO COM SI MESMO

E RASGANDO LETRAS A ESMO ....



(C) Copyrigth 1998 by Alessandra Teixeira
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui