Usina de Letras
Usina de Letras
84 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60345 )

Cartas ( 21288)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9712)

Erótico (13520)

Frases (48231)

Humor (19546)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139333)

Redação (3115)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5807)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Frases-->LIÇÕES DE VIDA 02 -- 05/01/2007 - 12:06 (ARY CARLOS MOURA CARDOSO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Pinóquio, quem não conhece esta narrativa, acredite, nasceu assim: Carlo Lorenzini, escritor italiano cujo pseudônimo era Collodi - jogador contumaz -, certa ocasião, perdera cerca de mil liras num famoso cassino da época. Profundamente abatido, ao deixar o mesmo, eis que se depara com um de seus grandes amigos, o editor Felice Paggi, que, impressionado, procurou saber a causa de tanta tristeza. A resposta, em tom deveras grosseiro, foi direta: “Perdi mil liras, e não há de ser você quem me vai restituí-las”. A resposta do amigo veio à altura: “Talvez sim. Passe amanhã pelo meu escritório, e terá suas mil liras”.

Mesmo ressabiado, Collodi atendeu a recomendação. Para sua surpresa, encontrou à sua espera um recibo de mil liras onde constava que aquele dinheiro era o pagamento de uma estorinha infantil que Collodi deveria entregar ao editor em, no máximo, um ano. Dito e feito.

Aí está como nasceu Pinóquio. Vale ressaltar que Collodi jamais havia escrito para crianças e nem cogitava. Moral da história?
Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 2Exibido 744 vezesFale com o autor