Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62480 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50867)
Humor (20083)
Infantil (5501)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Na esquina da solidão -- 27/04/2002 - 16:36 (Andreia de jesus) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Chove lá fora

Dias depois

O asfalto seco da cidade

Parece ter se esquecido das estações do ano.

Anoitece...

Não ouço nada

Por causa dos zumbidos das cigarras...

Amanhece...

Não vejo nada

Por que tudo se confunde no calor

Que se levanta do asfalto

Percebo que...

Não há ninguém no cruzamento

Mas viro para trás

E só vejo tua sombra...

Tento me aproximar

Mas só sinto o calor do teu corpo...

Que logo some

E uma brisa branda me empurra para frente...

Meu consciente me faz seguir com a razão

Mas eu quero seguir as marcas

Que deixastes em meu coração

Não nos tocamos,

Não nos olhamos,

Mas os caminhos se encontrarão em algum lugar distante

É o destino...

Um dia deixarás de ser somente a sombra

E se tornará um ser presente em minha realidade

Atravessamos céus repletos de enigmas

Que seguem até o breu da noite,

Onde o sol se põe sobre um conjunto de prédios,

Mesmo que não possamos ver,

É a realidade,

É o destino...

O amor é um enigmático milagre

Surge do nada..

E se torna imenso

Mesmo que estejamos

Nas esquinas da solidão!



AJM

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui