Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59666 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10320)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9537)

Erótico (13486)

Frases (47215)

Humor (19420)

Infantil (4626)

Infanto Juvenil (3939)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138778)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5658)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Asfálticas -- 24/05/2000 - 16:14 (Amélia Alves) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


I

Comprometer o sentido da pista

no aro da roda

sem óleo

_ rodopio .

No óleo gasto do motor

rangente

No grito estridente do freio

sem freio

_ DERRAPAGEM .



II

Porta de ferro

fechando a fogo e aço .

coca de cola e ímã

colorando

o paradeiro da bala perdida

_ coração .

Corte de faca

e pulseira de sangue

cinturando fome

_ ASSALTO .



III

Repartição pública .

Unhas embaixo da mesa .

Silêncio cultivado

da histeria coletiva .

Educação polida

pelos vendilhões do templo

_ GUETO .



IV

De todas as radiais e zonas ,

norte / sul / leste / oeste ,

o veneno destilado

na boca de tantos túneis

tem mão e contramão

sem volta ou travessias

_ SUICÍDIO .



V

Mover-se

de angústia

dando a pele do próprio corpo .

Banhar-se no chafariz

de pecados e dúvidas

prometendo a carne

escalpelada de tanta espera

_ PROSTITUIÇÃO .



In:"Ecologia-uma visão crítica.Org.Ivan Cavalcanti

Proença.Rio de Janeiro, Oficina do Livro Editora, 1992.



Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui