Usina de Letras
Usina de Letras
56 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60346 )

Cartas ( 21288)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9712)

Erótico (13520)

Frases (48231)

Humor (19546)

Infantil (4824)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139334)

Redação (3115)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5808)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O ANJ0-FÊMEA -- 11/06/2002 - 03:38 (Alexandre Manhães) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O anjo-fêmea murmura seus gemidos,

Faz do palco sua história.

Geme por noites assombradas de néon,

Chora e interpreta os desejos,

Dos que estão a vê-la sedentos por calor.



O anjo-fêmea corrói o sonho de todos,

Com a sua voz.

A sensualidade serve-lhe de abrigo.

Como frágil flor de vidro que é,

Parte-se em mil pedaços em troca de um sorriso sincero.



O anjo-fêmea tem maldade em seu doce olhar,

As notas do blues inspiram-lhe confiança.

Pois, no momento em que está a enfeitiçar os homens,

E somente neste momento, é que se torna completa,

E poderosa com a força da qual tanto necessita.



O anjo-fêmea se trai com seus próprios olhos.

Por trás deste belo espelho triste,

Vemos uma mulher sem destino, embriagada por mentiras.

Vá até o céu que lhe convier,

E transforme teu rosto em beleza verdadeira e não agredida.







EM 1999, PARA A VOZ DE MARGO TIMMINS(COWBOYS JUNKIES)
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui