Usina de Letras
Usina de Letras
30 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62480 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50867)
Humor (20083)
Infantil (5501)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Contos-->O Direito de Nascer -- 23/04/2002 - 15:26 (Andreia de jesus) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Oi mamãe! Como você está?
Eu estou muito bem...Graças a Deus!
Esta é a primeira vez que estamos conversando. que bom que está a falar comigo, eu já estava me sentindo muito sozinho aqui dentro.
Que bom que sabe que existo, foi aquele doutor que disse para senhora. Por que não está feliz?
Eu prometo que vou ficar aqui quietinho durante esses nove meses e que quando eu nascer pretendo ser bem obediente.. a senhora não vai se orgulhar de mim.
Onde a senhora vai agora? Onde vai me levar? Antes queria lhe falar que te amo, desde o dia que me criou...
Não chore, é verdade... e a senhora me ama?
Sabia que é tão bom quando passa a mão na sua barriga, sinto que o carinho atravessa e chega a mim. Que bom que a senhora existe.
Quem é esse homem? É meu pai... Você me levou para conhecer meu pai, queria agradecer mais uma vez, as promessas que fiz a senhora servem para ele também...
Ei? Por que estão brigando... Calma, vão me machucar e eu sou muito frágil.. Mamãe me defende desse homem malvado!
Ainda bem que já está voltando pra casa... vou cuidar de você mamãe e aquele homem não vai chegar mais perto. Quando eu crescer vou dar o que ele merece.
E agora? Por que desviou o caminho? Ah, já sei, vai no hospital para me olhar novamente... Sabia! Eu já estava com saudades ... enquanto me olha vou brincar com minhas mãozinhas... Opa! Desculpe mamãe, chutei sem querer, espero que não fique brava por isso...
Ei! Não deita ainda... são duas horas, eu quero brincar um pouco mais... Olha chegou um brinquedo novo na minha casinha... A senhora quer que eu brinque com isso?
Mamãe...! Tá sugando a minha casinha! O meu bracinho! Mamãe me salve... isso dói... Por que arrancou minha perninha... eu não vou agüentar mais... Mamãe......ma.....mãe!
Agora já se passaram dezessete anos mamãe, e vejo que se arrependeu de Ter tomado aquela decisão... A senhora não sabe o quanto eu queria Ter nascido e crescido ao lado da senhora... já tinha prometido não decepciona-la... Poderia Ter me dado o direito de nascer... Queria Ter tido pelo menos um nome...
Mas saiba que daqui de cima estou olhando a senhora e que não mudei meu pensamento.. Eu te amo muito...
E mande um beijos para os meus irmãos que não cheguei a conhecer... Mas conte de mim pra eles... Conte das risadas que demos quando eu estava à uma semana em minha casinha.. Foi pouco tempo, mas o suficiente para dizer que amo-a de todo coração.

Assinado Seu Bebê

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui