Usina de Letras
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59666 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10320)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9537)

Erótico (13486)

Frases (47215)

Humor (19420)

Infantil (4626)

Infanto Juvenil (3940)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138778)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5658)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Aniversário -- 10/06/2000 - 09:10 (Amélia Alves) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


A Magdala França Vianna

e Marília Mota Silva



O bolo ficou esperando por mais anos

e a lucidez mantém vigilia

sobre medos,espantos e enganos

no que ainda me brilha

enquanto batem palmas e acendem velas.



A vida vindo em telas

manipula meus equívocos,

por obra de ventríloquos

que me falseiam a fala,

pelo momento que cala

a hora dada por esquecida

sem tempo de parar o tempo

por todo tempo alma ferida

por um momento feliz da vida.



Acordo um pouco mais velha

e olho tudo que apenas me valha

_o passado nas costas

cortando-me a carne em postas,

o sangue estalando nas veias,

arrebentando no futuro as teias

que me fazem rebelde e escrava.



O presente que hoje esperava

não foi nem tanto nem tão quanto

o que de mim agora se pressente

_a calma que me aplaca

é ânsia sem pressa

e tudo mais é saudade à beça.



Me colo feito goma laca

na vida ainda por um triz.

A flor da idade é ser feliz.





Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui