Usina de Letras
Usina de Letras
58 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60367 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9716)

Erótico (13520)

Frases (48255)

Humor (19555)

Infantil (4830)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139367)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->QUANDO O SOL VOLTA A BRILHAR -- 29/06/2007 - 11:01 (ANTONIO LUIZ MACÊDO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
QUANDO O SOL VOLTA A BRILHAR

Antonio Luiz Macêdo



Penso que o escritor do livro de Eclesiastes deve ter tirado uma soneca quando Deus colocou no seu coração um versículo que, infelizmente, ele não escreveu: há tempo para adolescer, e tempo para envelhecer.



A palavra envelhecer traz na sua etimologia um sentido pejorativo de imprestabilidade e descartabilidade. Esquecemos e a sociedade também esquece, que atrás daqueles cabelos brancos esconde-se vivência, sabedoria e, sobretudo... sonhos.



A marginalização, a exclusão, o despejo de idosos em casas de acolhimento, desalojam dos seus corações carentes e querentes, as esperanças mais remotas de sonhar.



A terceira idade clama, grita e espera pelo seu carinho e atenção. Os asilos estão cheios de idosos vazios, vazios de tudo, vazios de nada, vazios de Deus. Uma palavra de ternura, um gesto de amor, uma demonstração de afeto – coisas tão simples! – transfigurarão as suas vidas marcadas, sentidas e sofridas pela dor e o abandono. A noite dos seus instantes é mais escura do que a própria escuridão, porque as estrelas do seu céu não brilham mais.



Quando o sol volta a brilhar, os desencantos tornam-se encanto; a tristeza torna-se alegria, e ressurge das sombras um idoso que exclama com o Eclesiastes: “há um tempo para abraçar, um tempo para acolher, um tempo para amar”. E o sonho voltará. E ele será feliz.





Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui