Usina de Letras
Usina de Letras
53 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59578 )

Cartas ( 21248)

Contos (13286)

Cordel (10315)

Crônicas (22226)

Discursos (3167)

Ensaios - (9520)

Erótico (13500)

Frases (47120)

Humor (19398)

Infantil (4588)

Infanto Juvenil (3888)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138645)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2431)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5640)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Discursos-->O REI ESTÁ DOENTE -- 16/09/2021 - 22:59 (Renato Souza Ferraz) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

O REI ESTÁ DOENTE

Renato Ferraz

Ouvimos histórias mirabolantes
Sobre um Palácio em que seu rei não governa.

Parece-nos os tempos da antiga Roma.
E as maldades dos tempos de Nero
Com seus fantasmas, no Império decadente.
O Rei outrora se apoiava e propagava a moralidade
Emocionava multidões com falsas promessas.
Vindo como veio, de um mundo desconhecido,
Criticou tudo e prometeu mudar para melhor .
Apesar dos surpreendentes conchavos de última hora,
Ainda assim foi uma esperança por pouquíssimo tempo.
O Rei é refém do que mais combateu na sua aventura vitoriosa.

Ele está doente, briga com todos e consigo.
O saber não deveria ser privilégio de poucos
Nem motivo para esse abismo entre a ignorância da maioria.
Muito menos a justiça social poderia ser oferecida como esmola
Há um fosso que nos separa.
A pobreza é incentivada por facínoras do poder
Depois é demagogicamente explorada.
Propositadamente tira-se proveito da miséria.
É um descalabro rir da desgraça de tantos.
Não nascemos para ser eternamente escravos.
Eles não têm sensibilidade, tenhamos!
Eles brigam entre si por mais poder, nos unamos!
Com boa vontade e um só gesto, mudemos!



 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 1Exibido 77 vezesFale com o autor