Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62476 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->VIVA O ABORTO -- 29/05/2007 - 20:52 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Desde o surgimento do homem sobre a face da Terra que ela perdeu sua tranqüilidade. Embora aqui não fosse um paraíso, pois os demais animais também se digladiavam para se alimentar, para sobreviver e para se acasalar, como até hoje ocorre.

Mas com o homem a coisa ficou bem pior, pois as brigas e as guerras surgiram e nunca mais pararam. As brigas e as guerras surgiram pelo poder, pela ganância desenfreada de controlar mais espaço e a maior quantidade de seres humanos. Além do homem não se satisfazer com o extermínio de seus semelhantes, também procurou exterminar outros habitantes. Passou também a exterminar florestas e animais.

Daí, surgiram impérios e atrocidades. Uns: para expandir seu poder e sua zona de influência. Outros: para fazer valer sua vontade sobre os demais seres humanos, obrigado-os a crenças alienígenas. Exemplo maior disso temos as Cruzadas, como também a Colonização das Américas e da África, que além de obrigar seus habitantes às crenças cristãs, também veio em busca das riquezas dos povos habitantes de tais continentes, o que levou quase ao completo extermínio de seus povos.

Os Árabes foram as grandes vítimas das Cruzadas por séculos. Muitos povos foram dizimados em nome de Deus e muitas lutas sangrentas foram travadas para que o nome dele fosse imposto a outras raças, ou a outros povos de credos diferentes. Lutas e mais lutas sempre se viu em nome de Deus, e ironicamente, nunca se ouvir falar na morte de um único ser humano por determinação do diabo. Mas por determinação de Deus sim. Muitas. Inclusive a própria Bíblia registra passagens assim, vide por exemplo Samuel 24:11.

Tudo isso tem por finalidade única justificar o aborto. Os governos e as pessoas querem dominar o homem de todas as maneiras. Regras de comportamento são impostas, muitas necessárias às sociedades, mas não se conformando querem também impor controle total sobre o homem.

Além de se viver em todo o mundo uma ditadura, pois não existe em qualquer país democracia. Primeiro por ser impossível. Segundo por sempre prevalecer a vontade do mais forte. Quer mais forte em poderio militar. Quer mais forte economicamente.

O povo só resta uma única alternativa. Obedecer. As pessoas não podem, em muitas partes do mundo, e isso incluímos o Brasil, dispor do próprio corpo, tampouco do direito de ir para o inferno, pois sempre haverá alguém ou algum governo querendo proibi-lo dessa decisão, ou seja, dominar até sua alma.

O aborto é uma questão de foro íntimo, que diz respeito apenas a duas pessoas. Ao pai e à mãe. Os demais não têm nada a ver com isso. Essa de defender a vida é simplesmente a vontade das pessoas de se imiscuírem na vida das outras.

Portanto, descriminar o aborto é uma obrigação do Estado. Não só por não lhe dizer respeito, como também para permitir às pessoas o direito de decidirem suas vidas. Além, é claro, de salva milhões de vidas humanas, mortas todos os anos em clínicas clandestinas. Aliás, salvar milhões de pobres, pois nas clínicas clandestinas, onde morrem mulheres que fizeram aborto.; só morrem mulheres pobres. As ricas, quando abortam, vão para hospitais grã-finos onde o poder público não tem acesso à fiscalização e não consegue flagrar um aborto sequer. E lá, as condições de atendimento e de higiene são as melhores possíveis.

Os homossexuais fazem uma reivindicação muito oportuna e sagrada. O direito deles praticarem sexos das melhor forma que lhes convier. Ninguém tem direito de reclamar ou querer impor a eles as “normalidades” de cada um. Pois, cada um é normal dentro do que ela pensa. De acordo com aquilo que acredita.

Que direito que eu tenho, por exemplo, de recriminar um homem que gosta sexualmente de outro? Ou uma mulher que também gosta de mulher? Nenhum. Posso, quando muito, não concordar com tal comportamento, mas nunca recriminar, pois a vida dele ou dela não me diz respeito. Portanto, as pessoas têm que entender que uma coisa é não concordar e outra completamente diferente e recriminar e querer impor seus padrões de vida aos outros.

Chega de hipocrisia. A Igreja já cometeu milhões de crime e ainda continua sua cruzada hipócrita na Terra. Alguém por acaso já ouviu falar que a Igreja tenha excomungado Hitler, mesmo com todas atrocidades cometidas? Nunca. Mas, a Igreja já excomungou casais pelo simples fato de se divorciarem. Todos temos direito ao livre pensar, quando for para decidir o rumo de nossas vidas. Até mesmo quando se quiser ir para o inferno. Ninguém tem o direito de impedir uma decisão nesse sentido.

Pra Igreja, portanto, quando um poderoso assassina milhões de seres humanos não é crime, mas um aborto, por conta de uma gravidez indesejável, é um crime hediondo. Quanta hipocrisia. Vivam e deixem-nos viver. Abaixo a tirania religiosa. Todos temos o livre direito de pensar e decidir nossas vidas. Não são padres, pastores, papas que sabem o que é melhor para cada ser humano.

E viva o aborto para quem assim o desejar.





HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

MAIO/2007



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1340 vezesFale com o autor