Usina de Letras
Usina de Letras
88 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62476 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->DEMOCRACIA -- 10/07/2007 - 17:53 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
DEMOCRACIA



Nesta vida, o homem busca somente riqueza e poder, levando-se em conta as devidas exceções, é claro. Ou seja, aquelas pessoas que vieram à Terra em busca de paz, harmonia e de bem servir ao próximo. Raridade. De resto, todo homem quer mesmo dominar o outro.; ter riqueza, poder.

Assim, criaram-se as instituições.; as formas de governos.; os regimes de governos.; as religiões.; as seitas, enfim tudo que possa servir para controle social.; controle do povo.

A democracia, esse regime de governo muito em alta no Brasil atualmente, foi criada na Grécia há mais de dois mil anos. Entretanto, aqueles que a criaram, ou pensaram em democracia, não estavam bem do juízo.; eram mal-intencionados.; ou sonhadores, pois tal regime jamais poderá ser posto em prática. Os poderosos jamais abrirão mão de suas prerrogativas de explorar o povo e não têm qualquer intenção de dividir o poder com ele.

Nesse jogo de faz de conta, mentem, inventam fórmulas, tudo que for preciso para enganar e se manter no poder.

Ora, uma pessoa de sã consciência e que não faça o jogo do poder, jamais poderá acreditar nisso. O ato de votar não significa que haja democracia. Significa sim, que colocamos no poder, como representantes do povo, aquele que mais a mídia quer, e que mais poder e dinheiro tem pra isso. A mídia é o próprio jogo, pois pertence aos donos do poder.

Pessoa qualquer do povo, com raras exceções, e assim mesmo sempre estão, digo estão e não são, pois o são seria um ato posterior à eleição e o estão anterior, cooptadas para exercer o poder como a situação o apresenta e quer, pode chegar ao poder. Aqui podemos incluir Lula e Lech Walesa que foram eleitos presidentes de seus países, vindo de uma história de lutas sociais, mas que na realidade faziam e fazem parte de um grande complô pra manter o poder onde ele sempre esteve. Ou seja, ambos, ao assumirem o poder, mudaram de lado.

O que vemos em qualquer país do mundo, sem exceção, são representantes do povo saírem não do meio do povo, mas das elites, pois estas têm o poder e o dinheiro para eleger qualquer cidadão. A democracia americana é o exemplo mais concreto disso tudo. O escolhido para ser presidente nas convenções é aquele que tem maior poder de arrecadar fundos. Quem tem mais penetração na Wall Street.

Portanto, ninguém, que não seja deste meio, será presidente. E eleito por seus pares, jamais irá ser contrário a eles.

Aí surgem as baboseiras sobre democracia. Sobre estado de direito. Digo baboseiras pois têm somente a pretensão de manter o povo em sua eterna burrice e crendice nos homens ricos e poderosos.

Na realidade vivemos uma ditadura. E das mais cruéis, onde o pobre em muitos lugares não tem direito nem mesmo a água para beber. Veja o caso da África do Sul, onde multinacionais francesas cortam a água da população por fala de pagamentos e deixam o povo morrer de sede.

A Isso chamamos democracia. Sobre isso escrevem-se balelas e mais balelas na mídia. Parlamentes que tinham vínculos sociais, digo sociais, pois participaram de lutas de classe, como vemos no Brasil, vão à televisão render loas à democracia quando eles sabem que tudo é mentira. É somente o poder do capital e dos poderosos.

Ao povo não cabe nada. Somente pagar as contas e sustentar as oligarquias, que consomem todos os nossos tributos para seu bem estar e não dão as migalhas.

A falta de compostura governamental vê-se por todo lado. A propaganda mentirosa sobre educação que conclama o povo a estudar.

Ora, a educação deve e é obrigação dos governos. Pagamos impostos para isso e não temos direito a nada. Se quisermos estudar, devemos arcar com nossos estudos e de nossos filhos, para no futuro não ter emprego, e noventa por centos de nossos jovens, se não tiverem boa índole, e olhe que a ocasião faz o ladrão, ou partem para a informalidade, trabalhando como ambulantes, camelôs, nada contra estas profissionais, ou vão para o crime por falta de oportunidade, quando não, se tiver carisma e oportunidade, vão se político e fazer parte desta roda-vida.

O que assistimos no Brasil, com nossos parlamentares acontece pior mundo afora. Ou achamos que nos Estados Unidos é diferente. Pode ser diferente o método, mas o resultado é o mesmo.

Aqui os parlamentares roubam tributos, ganham propinas para pagar pensão alimentícia. Lá eles ganham para aprovarem guerras. Acho até que o procedimento deles seja mais insidioso e cruento que o nosso. Aqui matamos de fome. Lá matam com as armas e lançam mentiras à população, que ignorante, fica à mercê de terroristas, enquanto os políticos conclamam se lutar contra isso, explorando e explorando o povo com o aumento extorsivo de tributos.

Portanto, não se iluda. A vida sobre a face da Terra sempre será uma luta dos fracos contra os fortes.E estes sempre sairão vencedores. No próprio reino animal essa é a regra. Porque seria diferente com os homens? Que usam a mais brutal de suas armas contra seus semelhantes: a inteligência.

Entretanto, no dito reino dos irracionais, não se luta por riqueza e poder, mas por sobrevivência. Nós matamos para ter dinheiro, poder, riqueza. Os irracionais para se alimentar e se acasalar. Nunca para acumular nada.



HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

JULHO DE 2007

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1229 vezesFale com o autor