Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59134 )

Cartas ( 21236)

Contos (13113)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46517)

Humor (19281)

Infantil (4460)

Infanto Juvenil (3726)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->VADE RETRO SATANA! -- 20/02/2003 - 13:30 (Benedito Generoso da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. VADE RETRO SATANA!

Já ouvi muito falar
que para se encontrar
com o Capeta Chifrudo
não precisa madrugar,
basta para o lado olhar
que a gente já vê tudo.

Seja mesmo um surdo-mudo,
O Demônio mais sisudo
consegue ouvir-lhe a fala,
extrai dele, sobretudo,
um pecado cabeludo,
depois disso não se cala.

Satanás dorme na sala
do castelo ou da senzala,
mas acorda na cozinha
e, se assim seu rabo entala,
nem por isso ele se abala,
põe a culpa na vizinha.

De manhã ou à tardinha
ele dá sua voltinha
em busca do pecador,
nas costas dá-lhe um tapinha
e o convida pra festinha
de prazer que acaba em dor.

Lúcifer não tem amor,
mas disfarça seu rancor
e conserva em si o ódio;
provocando o dissabor,
com espinho fere a flor
só para subir no pódio.

Com o seu prosar melódio,
faz-se passar por custódio
até mesmo da criança;
tem parte em todo episódio
e sustenta o monopódio,
onde finda a esperança.

Fomentando a vingança,
Asmodeu faz aliança
com os mortais desumanos;
seus maus atos têm pujança
e ninguém jamais o alcança
nos seus intentos mundanos.

Companheiro dos profanos,
de opressores e tiranos,
foi sempre assim Belzebu;
instiga judeus e arianos,
conservando em seus arcanos
os poderes de Vudu.

Satã foi sempre urubu,
que explorou e deixou nu
até mesmo a Noé;
mete-se em qualquer angu,
é campeão de sururu,
porém jura que não é.

Atenta quem não tem fé,
seja Maria ou José,
pois tentou até Jesus,
fazendo com que Ele até,
sem tomar o seu café,
perecesse numa cruz.

Mas Cristo deixou a luz,
cujo brilho é que conduz
o crente em seu caminho,
por isso fé Nele eu pus
e, abrigado em seu capuz,
jamais estarei sozinho.

Traído por seu vizinho,
Ele abençoou pão e vinho,
(a carne e o sangue real),
depois foi ao pelourinho
espetar-se no espinho
em prol do bem contra o mal.

Para pôr ponto final,
faço um apelo crucial
ao sentir faltar-me a rima;
no açúcar boto sal,
porém, repudiando o mal,
mereço ficar por cima.

Na prima aqui dou um nó
e tal como agiu Jacó
faço amor enquanto durmo,
pois o Diabo não tem dó,
veja o que ele fez com Jó,
cujo corpo era só vurmo.

Com os anjos eu me enturmo
e não tenho no diuturno
nem um pouco medo disto,
pois levo no coração
a fé que dá salvação
e foi pregada por Cristo.

BENEDITO GENEROSO DA COSTA
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 101Exibido 664 vezesFale com o autor