Usina de Letras
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59656 )

Cartas ( 21253)

Contos (13324)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47208)

Humor (19423)

Infantil (4618)

Infanto Juvenil (3936)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138764)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A Cada Momento -- 06/09/2002 - 14:57 (A. AAA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Quero ainda beijar sua face levemente

Por sentir a tua partida,

Por sentir que de mim você pouco ou nada gosta

Pela minha esperança em ter você de coração se exaurir a cada instante

Por saber que enquanto te beijo você procura um outro alguém em mim



Quero ainda beijar seus lábios como jamais beijei

Por querer que você me queira

Para não ser uma lembrança nos seus dias nublados

Para que talvez isto te traga para junto de mim

Para ver se meu veneno te vicie e você sempre queira que eu te beije



Quero ainda fazer-te carinho

Para que se sinta bem nos meus braços

Para que possa ao menos sentir que é bom estar comigo

Para que veja o tanto que quero que me queiras

Para me aliviar do medo inevitável de te perder



Quero olhar nos seus olhos

E ter a certeza de que você quer caminhar para o fim

E quero que este seu olhar mate o que sinto por você

Que ele me diga o que realmente tem que ser

Por você fingir não saber o que quer, se sua escolha já está definida



Quero depois de tudo, nunca mais pensar em ti

Mesmo algo dizendo que foi bom e podia ser melhor

Pois perder é ruim, e ser rejeitado é pior

E o tempo, passará e você sentira falta

Falta de algo que não pedia nada em troca, a não ser seu sorriso



E por final, algo em mim ira morrer, aos poucos, covardemente

Uma lagrima rolara sobre meu rosto

E eu sentirei todo o peso do mundo a esmagar meu peito

Pois a falta da tua presença

Nada mais é que a falta de um coração



Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui