Usina de Letras
Usina de Letras
64 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60375 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9719)

Erótico (13520)

Frases (48273)

Humor (19560)

Infantil (4832)

Infanto Juvenil (4183)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1346)

Poesias (139388)

Redação (3121)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5814)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Infantil-->Como vencer um torneio de futebol -- 26/12/1999 - 13:57 (amelia lopes dias de araujo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

O leão caminhara a manhã inteira pela floresta atrás de bons atletas para participarem de seu time de futebol. Falara primeiro com o tigre e nada conseguira, pois este já estava no da onça, o Flosco Esporte Clube. Depois convidou o Gorila, a seguir, o urso e o Orangotango. Nada. Todos já estavam em algum grupo.
- Puxa, que droga! - Exclamou o leão, desanimado – Por que fui deixar tudo para a última hora?
Na verdade, o leão não esquecera de organizar seu time , ele havia esperado, em vão, que alguém o convidasse.
O leão ficava sempre se perguntando por que isso acontecera:
- Sou um ótimo jogador, forte e esperto. Quem não gostaria de ter – me em seu time? Perguntava-se , triste e confuso.
Cansado de esperar , O leão teve , então, a idéia de formar a própria equipe. Assim, passara a semana convidando todos aqueles que ele achava serem dignos de participarem de seu time. Contudo, todos com quem ele falara diziam que já estavam em algum outro grupo.
O leão era louco por futebol. Seu maior sonho era ser um atleta reconhecido. Quando ele soube que haveria um campeonato de futebol na floresta, percebeu que essa era sua grande oportunidade . Por isso, ele precisava de qualquer maneira montar o seu time. Já que não era possível fazer isso com os melhores atletas da floresta o jeito era chamar outros, mesmo que esses não fossem bons.
- É até melhor – pensou - assim eu terei chance de brilhar mais que os outros. Tenho certeza que conseguirei ganhar o campeonato.
Pensando assim, O leão saiu caminhando pela floresta procurando novos companheiros. O primeiro que encontrou foi o macaco. Este , pendurado pelo rabo, jogava cocos de cima de uma palmeira que iam cair exatamente dentro de um cesto.
- Puxa, macaco! – exclamou o leão entusiasmado – você tem boa pontaria. Que tal jogar no meu time de futebol?
- Você está brincando?! – respondeu o macaco meio desconfiado de um convite assim tão inesperado.
- Claro que não – disse o leão. Estou formando o time campeão. Você aceita?
- Na hora! exclamou o macaco. Quem mais faz parte do grupo?
- Bem... O go..go.. e o uuu..uuu , gaguejou o leão. Ah! São tantos. Agora eu esqueci, depois eu te falo. Encontro com você na clareira às 4 horas. Disse isso e saiu correndo, feliz por finalmente ter encontrado alguém.
Mais animado, o leão recomeçou sua procura por outros jogadores. Andando por uma parte da floresta que não havia estado antes, encontrou o elefante.
- Oi, elefante, estou formando um time de futebol. Você gostaria de entrar? – perguntou o leão.
- Claro que sim. – respondeu o elefante, espantado pelo convite e ao mesmo tempo feliz. Eu adoro futebol.
Muito bom! Exclamou o leão. O primeiro treino é hoje, às 4 horas na clareira.
Mais adiante , O rei da floresta - e quem sabe, futuro rei do futebol – encontrou o lobo e a girafa.
O leão resolveu falar apenas com o lobo. Afinal, quem já vira uma girafa jogar futebol. Ela parecia tão desengonçada com aquele enorme pescoço.
- Ei, lobo, que tal jogar no meu time de futebol?
- Oba! Exclamou o lobo entusiasmado – quando começamos a treinar?
Mas antes que o leão respondesse, a girafa , que também ficara interessada, meteu-se na conversa :
- Sr Leão, meu maior sonho é ser uma atleta. Posso participar do seu time? Perguntou ansiosa.
- Olha, Dona Girafa, eu acho que a senhora seria uma ótima corredora, ou ainda, quem sabe uma saltadora de obstáculos. Que tal? Desconversou o leão, já virando-se para continuar a conversa com o lobo.
- Olha, lobo, nós vamos....
_ Por favor, Sr Leão – interrompeu a girafa – Eu não quero ser corredora ou saltadora. Quero ser atleta da bola.
- Não sei não... respondeu indeciso o leão.
- Deixe-me tentar pelo menos – insistiu a girafa quase chorando.
- Esta bem. O treino é às 4 horas – na clareira. E o senhor ,seu lobo, vai ou não?
- Pode contar comigo – respondeu ele – estarei lá às 4 horas.
E assim, depois de muito caminhar pela floresta, o leão conseguiu formar um time. Faziam parte dele, o elefante, o macaco, o lobo, a girafa, a raposa, o cachorro do mato.
Às 4 horas em ponto , todos estavam lá, ansiosos esperando pelo capitão do time. Enquanto esperavam , muitos conversavam entre si. A mais animada de todos era a Girafa.
- Gente, essa é minha grande chance – falava eufórica. Qual será a minha posição?
O macaco, como sempre muito brincalhão, respondeu rindo:
- Que tal a posição sentada na arquibancada?
Não , Sr. Macaco, - respondeu a girafa meio sem graça – quero dizer em que posição vou jogar .
- Desculpe-me, Dona Girafa. Falou o macaco , ainda rindo. Estou apenas brincando com a senhora. O que você acha D. Raposa?
- Bem , deixe me ver... respondeu a raposa , avaliando o físico da Girafa. Ah! , já sei! Que tal goleira?
-Goleira ?!! – respondeu a girafa – por quê?
- Veja bem , a senhora tem quatro pernas bem longa e separadas – falou a raposa – assim, vai bloquear bem o gol.
- Uau! – Exclamou a girafa – Serei a nova Gifarrel do futebol.
-Gi, o que? Perguntou o elefante.
- Quero dizer que serei igual ao grande goleiro Tafarrel.
- Há, Há, Há!!! - Essa é boa – falou o cachorro do mato – morrendo de rir . Quem já viu uma girafa jogadora de futebol.
- Puxa, Sr, cachorro – disse a girafa tristemente – assim o Sr. me magoa. Eu sempre quis ser jogadora de bola, uma atleta famosa.
- Desculpe, dona girafa – falou o cachorro , limpando lágrimas de tanto rir – É que eu nunca tinha visto uma girafa goleira.
- Pois sempre há uma primeira vez, sabia? Respondeu a girafa um pouco ofendida. Meu sonho é ser atleta e eu vou conseguir realizá-lo.
- Desculpe-me mais uma vez dona Girafa – Eu não queria ofendê-la. É claro que a senhora pode.
- Isso mesmo – completou o macaco. Todos podem conseguir realizar o seu sonho. Vocês não se lembram daquele porquinho que queria ser um cachorro pastor de ovelhas? Pois é , ele conseguiu , apesar de todos ficarem rindo dele no começo.
Nesse instante , chegou o leão.
- Bem , pessoal, O I Torneio Florestal de Futebol vai acontecer daqui a um mês. Falou - Eu demorei um pouco porque fui fazer nossa inscrição.
- Então vamos começar a treinar agora – falou o elefante.
_ Isso mesmo. Agora. Todos em suas posições.
O treino começou . A bola rolava em todas as direções. Muito afoitos e ansiosos, todos corriam sem saber exatamente para onde. Desse jeito, houve muitos encontrões. A girafa, no gol, pedia insistentemente:
- Ei, joguem a bola aqui.
Quando finalmente, a pelota foi chutada em direção ao gol, a girafa ficara tão agitada que tropeçou e caiu de pernas abertas.
- Pelo menos a bola não entrou, não é?
Nada. A bola entrou e foi aquele gol . O leão tentava coordenar aquela confusão, mas nada. Por fim, ele deu um grande urro:
- Grrrrr! Chega! Vocês nunca jogaram futebol antes?
- Já! Responderam todos , um pouco assustados com a fúria do leão.
- Não parece – respondeu ele nervoso.
O leão resolveu então que eles iriam jogar e ele ficaria apenas observando, para ver o que eles deveriam melhorar.
O jogo recomeçou. Muitas quedas e encontrões depois, a girafa conseguiu defender o gol, mas a bola, na verdade, batera na trave.
O leão assistia a tudo caminhando de um lado para o outro e gritando :
- Ô, perna de pau, chuta agora.... Não, não.... pára... pára... Olha o gol, aí.. não! Não! Não!!!! Com a mão na cabeça, o leão interrompe o jogo e reúne todos.
- Ai! Meu Tarzan, vocês são péssimos!!! – falou triste e nervoso. Todos vocês são uns pernas-de pau e a girafa é simplesmente uma tragédia.
- Calma, Leão. Hoje é o primeiro treino – falou a raposa. Depois que a gente treinar mais, nós ficaremos ótimos.
- É isso aí! Gritaram todos juntos.
- Não sei não – falou o leão bastante desanimado. Mas, de qualquer jeito, vamos treinar mais. Treinaremos todos os dias às 4 horas. O.k.!
Quatro dias depois, o leão estava cada dia mais desanimado e furioso. Parecia que seu time não conseguia se entrosar bem. O girafa enroscava as pernas sempre e caía ora de pernas abertas, estatelada no chão, ora de lado. O elefante, pesado sempre esbarrava em alguém que saía bastante machucado. O macaco , acertava bem o gol , mas não o do adversário, fazia gol contra. Era simplesmente desesperador.
- Chega! Gritou o leão impaciente – vocês precisam melhorar. Mas também olha só quem eu coloquei no time, um monte de banha – falou apontando para o elefante.
Todos começaram a apontar o elefante , a vaiar e a rir.
O elefante triste e cabisbaixo, saiu de fininho e foi para um canto do campo.
- Ei, você está vaiando por que macaco? Pergunta o leão – você não fica atrás do elefante em incompetência, só que é magro como um palito, saco de osso ambulante.
- Esqueleto! Esqueleto! Grita a raposa seguida pelo cachorro do mato.
O macaco que antes estava rindo e vaiando o elefante calou-se e triste também vai para o canto , junto ao elefante.
- Ôh , raposa – continua o leão impiedoso – você é a maior perna-de- pau que eu conheço – UH! Uhhhhhhh!
- E a girafa – Por que a senhora não tenta um circo? Pergunta o leão, vai ser a maior atração.
A girafa que não rira e nem vaiara quando o leão começou a xingar o elefante, simplesmente continuou muda e foi ao encontro dos colegas.
O cachorro do mato que não era bobo dessa vez nem riu .
- Dona Girafa, chamou – espere-me . Vou junto com a senhora.
- Ei, cachorro do mato – pensa que vai escapar não é? Não vai, não . afirmou o leão – Você é tão ruim quanto os outros. Quatro-olhos! Quatro-olhos! Dois de vidro, dois de boi! Uhhhhhhh!
O cachorro do mato , que era míope e sempre usara óculos. Não responde e continua caminhando em direção ao amigos.
O lobo que assistira a tudo , sempre rindo de todos, faz coro com o leão:
- Quatro-olhos! Baleia! Esqueleto! Desengonçada! Uh! Uh!
O leão vira-se para o lobo e fica olhando o colega xingar os outros:
-Sr. Lobo – perguntou – por acaso o senhor pensa é melhor do que eles? Eu não lembrei ainda , mas já que eu te arrumo um bom apelido.
Surpreso, o lobo pára de gritar e pensativo encaminhasse para onde estão reunidos os outros jogadores.
- Desculpa, amigos – fala cabisbaixo – Desculpem –me. Eu não deveria ter rido de vocês.
-Tudo bem - Desculpa o elefante - afinal quem não tem um defeito?.
- Ninguém – respondeu o macaco – todos têm um defeitinho. Ninguém é perfeito.
- O leão pensa que é perfeito – falou a girafa.
- Mas não é – disse a raposa.
- Vamos colocar um apelido nele também ?– convidou o macaco.
- Mas qual? - Pergunta o cachorro do mato – ele não tem nenhum um defeito. Vejam.
Todos olham para o leão, que continua no meio do campo, nervoso, chutando a bola e pensando no que poderia fazer para ganhar o campeonato.
- Viram? Continuou falando o cachorro do mato – ele é forte, musculoso, bonito, joga bola até bem.
- Ele tem um defeito sim! Falou o elefante – o pior de todos.
- Qual?!!? Perguntam os animais em coro.
- Ora, o desrespeito- responde o elefante – viu como ele nos humilhou? Colocou apelidos em todos nós.
- Humm! Já sei. Falou a raposa. Se colocarmos um apelido nele, estaremos sendo também desrespeitosos. Que tal se nos formamos um time só nosso?
- Sem o leão?– pergunta a girafa.
- Isso mesmo! – concorda o lobo – Sem o leão. Um time só nosso. Vamos treinar muito e venceremos.
- Vamos lá! Gritam todos menos a girafa.
Muito triste e pensativa ela cala-se. Depois de alguns segundos. Ela fala com os colegas:
- Olha pessoal. Eu tenho que concordar com o leão em uma coisa. Eu sou realmente péssima goleira. Não quero atrapalhar vocês, por isso não vou jogar. Mas, não se preocupem vou torcer por vocês.
- De maneira nenhuma – fala o elefante – se você não dá certo no gol, vai trocar de posição até acertar uma em que você possa jogar.
- Também penso assim – concorda o macaco.
- Todos nós concordamos – fala o lobo. Você faz parte do time.
A girafa mais animada sorri satisfeita.
Um mês passasse rapidinho. O time dos nossos amigos, agora batizado Amigos esporte Clube, treinou todos os dias. Com muita força de vontade e garra e principalmente , respeito aos colegas, eles conseguem melhorar e jogar bem.
Dia de estréia. O Amigos Esporte Clube vai jogar com o Grandões Futebol. Time composto por sete enormes ursos. A tensão é grande. O Campo de futebol está lotado.
- Ei, espere um pouco. E o leão?
Bem, o leão acreditando que seus antigos companheiros jamais poderiam vencer, conseguir , depois de muito insistir com o tigre uma vaga de reserva.
Começa o jogo. A bola corre pelo campo. A raposa dribla o urso. Chuta para o cachorro que a passa para lobo. A girafa , atenta, faz marcação cerrada em cima do urso atacante, não deixando que os companheiros deles lhe enviem a bola. O macaco está com a posse de bola e num poderoso chute lança a bola a gol.
- É gooooooool!!!!! - grita o narrador do jogo – É inacreditável minha gente. Mas os Amigos marca o primeiro gol. Lance maravilhoso. Esse time tem futuro.
O Leão que assistira a tudo da arquibancada, mal pode acreditar. Aqueles pernas-de-pau conseguem jogar bem. Quem diria...
Mas o joga continua. Os amigos, agora mais animados por causa do primeira gol, jogam com força e muita garra. Fazem mais um gol e a partida termina com o placar de
2 x 1 para os amigos.
Depois do jogo, o leão procura seus antigos companheiros e pede-lhes uma vaga no time.
- Ô, elefante. Que jogão , hem? – posso jogar no time de vocês.
- Olha leão – responde o elefante – acho que não vai fazer bem para a sua reputação ser do mesmo time que um monte de banha, o saco de ossos, o quatro olhos...
- Desculpe-me, Elefante – diz o leão cabisbaixo – Eu sei que eu fui desrespeitoso com você e com os outros.
- Olha vocês jogam muito bem – continua o Leão – Melhor do que eu. Ele vira-se e vai saindo de fininho, envergonhado com o que fizera.
Os amigos, reúnem - se e começam a conversar sobre o leão. Juntos chegam a conclusão que o leão já recebera a sua lição. Afinal, ele reconhecera seu erro e pedira desculpas.
- Ei, leão – chama o macaco – Venha aqui, por favor.
O leão surpreso com o chamado do macaco, voltasse .
- Olhe, leão – explica o macaco – nós resolvemos deixar você participar do nosso time.
- Mesmo?! - exclama o leão alegre e surpreso.
- Mesmo! – confirma a girafa. Mas, não como atacante. Você será o zagueiro. Aceita?
- Claro! – o macaco é um ótimo atacante – concorda o leão. E além do mais eu não estou bem entrosado com o time ainda.
E assim, O Amigos Esporte Clube venceu o I torneio de Futebol da Floresta.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui