Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60367 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9716)

Erótico (13520)

Frases (48255)

Humor (19555)

Infantil (4830)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139367)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->CARTA CASTRANDO O RUBÃO II -- 16/08/2002 - 13:27 (Amaso Nib Nedal) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Coitadinho do Castradinho!!!

Estou com peninha, ele tem miolo mole. Nessa última madrugada tu publicaste uma carta com o título "Eu vou de Serra", eu a li e vi essa mesma carta publicada aqui no quadro de avisos com a autoria de uma tal de Rubens Lisboa, que aliás foi cadastrado ontem dia 15/08/2002 e tem apenas um texto elogiando a sua pessoa. Claro que esse Rubens pode ser ou não o seu nome verdadeiro, agora quanto o fato isto sim aconteceu. Que pena que com a ajuda providencial do Manezinho de Icó que, querendo ou não o ajudou publicando vários pensamentos aqui no quadro de avisos, a sujeira foi jogada para debaixo do tapete. Então ficará minha palavra contra a tu. Eu até que tentei copiar o tal texto, mas quando tentei colar minha máquina travou e como o dia já amanhecia resolvi desligar o aparelho e ir dormir. Tu podes ter enganado os outros, a mim nunca conseguirás, que por mais incrível que pareça essa mensagem, ela condiz com a mais pura verdade. Aliás, esta é a única verdade que já falei aqui até hoje. Isto porque o Amaso veio para destruir e nunca construir como já disse em outras mensagens. Porém, logo ontem que resolvi ficar mais light, pois pretendo viajar, tu caíste do cavalo. Sei que foi uma falha sua, pois sei que és inteligente e consegue enganar a maioria com os seus vários pseudônimos, que aliás são bem criativos, mas quanto aos textos são chatos e repetitivos. Sei que sabes escrever, embora ideologicamente estejas equivocado. Mas, viva as diferenças!!! Não vou ter a pretensão de removê-lo de suas convicções políticas, mas apenas alertá-lo que existem pessoas no andar de baixo, ou no de cima. Tome cuidado, pois no inferno somos todos iguais; debaixo da terra os vermes não perdoam nem os castrados. Na sociedade de castas molham-se os cadáveres naturalmente pela chuva que infiltra chão adentro, então, plastifica sua múmia
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui