Usina de Letras
Usina de Letras
25 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Serra é para urnas funerárias! -- 21/10/2002 - 07:14 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Não é para urnas eletrônicas!







































Não deixe a mãozinha do cursor clicar sobre o nome do autor! Aqui, isso não funciona!



























Se clicou somente sobre o título, agora, não deixe o dedinho indicador da mãozinha do cursor clicar



sobre a expressão veja outros textos deste autor , supra. Isso funciona!



(Com os cumprimentos do Tim, crente em PNL, filho de pé-na-cova e servo de pena-de-ouro.)





Elpídio,











Pegar pelo rabo um mísero leitor

Está mais difícil que um peixe no Chicão

Ou essa Usina está sem escritor

Ou ela reduziu demais seu raio de ação



Sugiro que você use a bela promoção

Quinze paus por um belo destaque

Em trinta dias você ceva o seu poção

Pega peixes com texto de araque



Isso é que é o famoso anzol de cobre

Sem minhocas na cabeça ou um sarapó

Basta o l argent para que você dobre

O total dos curiosos por seus títulos só



Apertou? Taca ás, como se diz no buraco

Pois, o ás pouco faz

Se você vai aprofundando, cá me atraco

Rejeitei seu ananás



A propósito das minhas intenções más

De querer dar tiro em assaltante

Obrigado pelo conselho tão perspicaz

Prometo que eu não vou avante



Inda mais sabendo que tem gente

Que nem agregado meu não é

Querendo dar essa de inteligente

Vir ao caixão e beijar meu pé



Em lugar da minha herança

É melhor buscar um belo patrocínio

Quem sabe nessa gastança

Você faz sucesso com seu tirocínio?



Se não der, use as armas do veloso Jorge

Pelo menos, elas dão tiro de sal

Talvez você fique inspirado e algo forje

Melhor que rimar com pá de cal









[Com os cumprimentos do Tim, crente em



sobrevivência de moleques, matrinchãs,



pacumãs e dourados do Chicão, Caetano Veloso



e serra para urnas funerárias.]



E.T.: As piranhas ocê pode dar pros seus



críticos. Ah!Ah!Ah!....



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui