Usina de Letras
Usina de Letras
49 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59573 )

Cartas ( 21248)

Contos (13281)

Cordel (10315)

Crônicas (22226)

Discursos (3166)

Ensaios - (9519)

Erótico (13500)

Frases (47113)

Humor (19397)

Infantil (4586)

Infanto Juvenil (3883)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138630)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2431)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5637)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Infantil-->Vida hortelã... -- 10/09/2013 - 04:32 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Não havia quintal que se prezasse que espaço pra uma hortinha não contasse.

Cantiga antiga de formiga?

E sempre tivemos, onde estivemos, a nossa horta, quando não em bom enredo, ao

menos em arremedo. E que trabalho danado dava, mas a conta das gratificações

sempre esse débito superava, mesmo quando a alfacinha, delicadinha, não

vingava.

Preparar os canteiros, espalhar o esterco, `sameá` as sementinhas, regar, capinar,

a terra fofar, proteger, vigilância dar, ah quanto labutar sem parar. Nem à noite,

folga de podia dar, pois então todo o formigueiro se punha a pilhar!

Peripécias a parte, as raminhas sobreviventes traziam a promessa daquela alegria

inenarrável. Do verdor a cabecinha de alface, à escondidinha cenourinha, ou os

espevitados tomatinhos, ah quanta água na boca não provocavam.

E o maior dos zelos era dispensado ao grelos. Nada de apontar com o dedinho -

pois poderiam encroar - mas que gostosinhos ao paladar.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 24Exibido 100 vezesFale com o autor