Usina de Letras
Usina de Letras
67 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59807 )

Cartas ( 21263)

Contos (13364)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9574)

Erótico (13486)

Frases (47456)

Humor (19436)

Infantil (4673)

Infanto Juvenil (4003)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138973)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5700)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Minha Canção do Exílio -- 15/12/2002 - 15:26 (ARTHUR ACCIOLY PEREIRA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Minha Canção do Exílio



Não posso desta canção cantar

Posto que nunca fui exilado

Só recebi “carinhos”

Desta minha terra



Se escutei não discerni

A canção da sabiá

E se vi não me lembro

De nenhuma palmeira



Vejo na minha terra

Imponentes prédios

E gigantescas avenidas

Grandes shoppings

E centros comerciais



Mudou um pouco a visão

Dos verdes campos

Com meninos jogando bola



Hoje esta canção

Pode estar em um Play Time

Onde com um saudosismo natural

Me lembrarei como assisti cinema

Na Paramound Universal



Os tempos mudaram...



Comente este texto: thundercatjiraya@bol.com.br





FALE COMIGO

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui