Usina de Letras
Usina de Letras
54 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59565 )

Cartas ( 21248)

Contos (13280)

Cordel (10314)

Crônicas (22226)

Discursos (3166)

Ensaios - (9519)

Erótico (13500)

Frases (47111)

Humor (19394)

Infantil (4585)

Infanto Juvenil (3881)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138624)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2431)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5637)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Infantil-->Volta ao Mundo com Judith (VI -- 18/03/2020 - 07:45 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Volta ao Mundo com Judith (VI)

Hoje é dia de visitarmos a Brava, que junto com mais nove ilhas, forma o arquipélado de Cabo Verde. E Brava tem em sua proximidade uma ilha muito maior e muito mais brava ainda, a do Fogo, cujo vulcão central é algo de portentoso e intimidador. Vai ver que ao notar, do espaço, a azuleza da Terra, Gagarin viu também o cone avermelhado desse verdadeiro gigante na imensidão do Atlântico. Viu e se calou, em sinal de reverência.

Mas é de Brava que falamos: 64 km2, e 6.804 habitantes. A ilha foi descoberta por navegantes portugueses uns quarenta anos antes deles darem nas costas do Brasil...Como as demais cabo-verdianas, era inabitada e a sua colonização, com portugueses e africanos, iniciou-se em 1.573.

A parte a proximidade com a ilha do Fogo, tão somente 20 kms, Dakar, na costa africana, fica a 780 kms, praticamente uma hora de voo. O isolamento ao longo dos séculos e as saudades das terras de origem dos imigrantes, propiciaram o surgimento de um belo e cativante ritmo musical, a morna, capaz mesmo de aquecer os corações mais empedernidos...

Em seu formato cartográfico, a ilha é comparada a um coração, com os seus inúmeros cursos d'água dando a aparência de veias e fecundar-lhe o solo.

A visão aterradora do vulcão da ilha do Fogo, tem também o seu aspecto benéfico: impede que ventos de areia procedentes do Sahara espalhem infertilidade sobre Brava e, com a formação de chuva e de orvalho, desenvolvam-se espécies vegetais singulares, como palmeiras, tâmaras, hibiscos, jasmins, bougainvilleas...

E você acha que ainda dá para chamar a ilha de Brava...?

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 24Exibido 105 vezesFale com o autor