Usina de Letras
Usina de Letras
64 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59808 )

Cartas ( 21263)

Contos (13364)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9574)

Erótico (13486)

Frases (47466)

Humor (19436)

Infantil (4676)

Infanto Juvenil (4003)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138983)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5702)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O INÍCIO DO PRINCÍPIO AO FIM -- 24/12/2002 - 00:53 (Alexandre Marcos Seolim Rodrigues) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O azul colore o fogo sideral

E os muros são pixados...tão normal

Caleidoscópios giram sem parar

E até escuto a calçada lamentar

E emoção morre nas flores

Pra depois nascer nas dores.

Quero inventar palavras impossíveis

Quero saber coisas incríveis

Provar o improvável.



Olhos fixos na escada

Quem vai subir?

Ou será que vai descer?

Por onde começar?

Com olhos enfermos

E coração flamejante.

O que era lento

Ainda o é

E o veloz inexiste

Em incapacidade.

Ao vento remetem-se as promessas.



Voltam à terra

As luzes do fim

Que caminha inconstante

E se aproxima rápido

Será verdade?

Tudo é solidão

Mesmo em meio a uma multidão.

Fogo e folclore

Luz e atenção

Tudo parou

A vida silenciou

Quem será que disse isso?

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui